sicnot

Perfil

País

Procissão da Senhora da Pena mantém-se mas só com andores mais pequenos

A Comissão de Festas da Senhora da Pena, Vila Real, decidiu manter a procissão mas apenas com os andores mais pequenos, o que acontece depois da queda de uma destas estruturas ter provocado uma vítima mortal.

Ao final da manhã, um dos andores da Senhora da Pena, romaria que decorre na freguesia de Mouçós, concelho de Vila Real, tombou devido ao vento e atingiu mortalmente um homem de 61 anos, de Viseu.

O vereador do pelouro da Proteção Civil, Carlos Silva, disse à agência Lusa que, depois de reunir, a Comissão de Festas decidiu manter a procissão, agendada para as 17:30, mas apenas com os andores de menor dimensão.

A procissão tem um percurso de um quilómetro à volta da capela e costuma ser composta de 12 andores, o maior da Senhora da Pena e mais 11 correspondentes às aldeias da Freguesia de Mouçós que organizam esta festa.

A Senhora da Pena é a maior romaria da região e é conhecida por ter um dos maiores andores do país, que no passado atingiu os 23 metros, pesava cerca de duas toneladas e precisou de, pelo menos, 80 homens para o transportar.

O comandante dos bombeiros da Cruz Verde, Miguel Fonseca, disse que a vítima estaria a ver os andores quando foi atingida.

Miguel Fonseca referiu que a esposa do homem ficou em choque e foi transportada para a unidade de Vila Real do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro.

O comandante disse ainda que mais duas pessoas, uma das quais chegou a ser atingida pelo andor, ficaram com ferimentos ligeiros.

Após o acidente, a festa prosseguiu junto à capela. Houve atuação de uma banda filarmónica e fogo-de-artifício.

Durante a manhã estariam a decorrer os últimos preparativos para a procissão. Testemunhas no local afirmaram aos jornalistas que o andor que caiu não estaria preso. Este acidente está a ser investigado pela GNR.

A organização da festa é feita de forma rotativa por onze das vinte aldeias da freguesia de Mouçós, nomeadamente Lagares, Sanguinhedo, Abobeleira, Jorjais, Varge, Pena de Amigo, Alvites, Sequeiros, Magarelos, Cigarrosa e Lage, a organizadora do evento deste ano.

Lusa

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.