sicnot

Perfil

País

PSP faz hoje fiscalização rodoviária e a estabelecimentos de diversão noturna

A PSP iniciou às 07:00 de hoje uma operação de âmbito nacional de fiscalização rodoviária e a estabelecimentos de diversão, com o objetivo de prevenir a ocorrência de crimes, informou aquela força de segurança.

(Arquivo)

(Arquivo)

ANTONIO COTRIM/ LUSA


Num comunicado enviado à agência Lusa, a PSP adianta que a operação, intitulada "Segurança Ativa", irá decorrer durante 24 horas, com o objetivo de "aumentar a visibilidade policial em zonas de grande fluxo de pessoas, tais como áreas turísticas e comerciais e terminais de transportes públicos", assim como em áreas de diversão noturna.

A operação inclui várias ações de "fiscalização rodoviária e de estabelecimentos de diversão noturna, para "reforçar a segurança da população e prevenir a ocorrência de crimes".

De acordo com a PSP, serão realizadas ações de fiscalização nos terminais de transportes rodoviários de passageiros, no sentido de aumentar a presença policial e prevenir atitudes agressivas para com os motoristas e demais passageiros.

O objetivo passa ainda por prevenir danos nas infraestruturas públicas e garantir que são cumpridas as normas em vigor quanto à condução de transportes públicos.

"As ações têm também como objetivo garantir um regresso a casa seguro dos utentes deste tipo de transporte", adianta ainda aquela força de segurança no comunicado.

Lusa

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é portuguesa e há uma outra portuguesa desaparecida. Entretanto, uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Cambrils. As buscas centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42