sicnot

Perfil

País

PJ fez buscas à sede da Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais

A Polícia Judiciária realizou buscas na quarta-feira à sede da Direção Geral de Reinserção e Serviços prisionais (DSRSP), em Lisboa, para investigar os contratos de ajustes diretos relacionados com compra de material de vigilância eletrónica, segundo fonte oficial.

A mesma fonte referiu que, durante as buscas, a PJ consultou documentos relacionados com a compra por ajuste direto de material de vigilância eletrónica (pulseiras) e documentação referente a obras realizadas por uma empresa no centro de reinserção da Bela Vista.

Os inspetores da Polícia Judiciária já tinham efetuado buscas, no dia 17, na delegação regional de reinserção social do Algarve, situada em Faro, estando estas relacionadas com contratos de ajuste direto para obras.

Contactado pela agência Lusa, o diretor geral de Reinserção e Serviços prisionais, Rui Sá Gomes, confirmou as buscas a PJ, salientando, porém, que "todos os contratos" de compra de pulseiras eletrónicas "estão visados pelo Tribunal de Contas".

"Todos os concursos públicos internacionais estão visados pelo Tribunal de Contas", acrescentou.

Fonte ligada ao processo adiantou à Lusa que a investigação resultou de uma denúncia anónima e que não há arguidos constituídos.

Já em 2013, a ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, pediu uma auditoria aos "frequentes ajustes diretos na Direção-Geral dos Serviços Prisionais" e "várias faturas que estavam por registar desde 2006, totalizando cerca de dois milhões de euros".

Saber qual o modelo de gestão das atividades económicas das prisões, quais os montantes das receitas resultantes destas atividades, bem como as receitas geridas pelas cantinas das prisões foram as outras "situações" que levaram Paula Teixeira da Cruz a pedir a auditoria.

O relatório preliminar da auditoria indicava que em 2012 e 2013 os serviços prisionais gastaram 11,2 milhões de euros em ajustes diretos para fornecimento de refeições, 6,2 para serviços de saúde e outro tanto para vigilância eletrónica.

Lusa

  • Pablo Bravo: o chileno suspeito de um assalto milionário em Gaia
    6:01

    País

    As autoridades receiam um aumento da violência nos assaltos de redes sul-americanas em Portugal, à semelhança do que tem acontecido noutros países europeus. Pablo Bravo é um chileno com um longo cadastro criminal que, em Portugal, é suspeito de um assalto milionário a um hipermercado, em Gaia e, dias depois, foi detido em flagrante, em Paris, a tentar roubar uma loja de relógios de luxo.

    Notícia SIC

  • Obras para as novas instalações da SIC já começaram
    1:54

    País

    As obras do novo estúdio da SIC e SIC Notícias vão começar. A ampliação do edifício do grupo Impresa vai unir os funcionários do grupo num único espaço, com uma área de 750 metros. O Presidente da Câmara de Oeiras entregou esta terça-feira a licença de obra.

  • Cada vez mais pessoas viajam no Carnaval e Páscoa
    3:08

    Economia

    A procura de viagens na altura do Carnaval e Páscoa tem vindo a aumentar e vários destinos já estão esgotados já que muitas pessoas optam por tirar dias de férias nesta altura do ano. Em contagem decrescente, as agências de viagens não têm tido mãos a medir com promoções e ofertas para destinos variados e adequados a várias bolsas.

  • Jovem indiano acorda a caminho do próprio funeral

    Mundo

    Um jovem indiano chocou os seus pais e amigos, depois de acordar no caminho para o seu próprio funeral. No mês antes, Kumar Marewad foi levado para o hospital após ser mordido por um cão de rua, ficando em estado grave.

  • Carro "desgovernado" entra em loja e atropela cliente

    Mundo

    O cliente de um mini-mercado no condado de Bronx, em Nova Iorque, sobreviveu de forma incrível ao impacto de um automóvel que entrou loja adentro. Apesar da violência das imagens, o homem sobreviveu e conseguiu mesmo sair da loja pelo próprio pé até ser transportado para o hospital.

  • Bilhete de desculpas valeu uma bolsa de estudo

    Mundo

    Um jovem chinês ganhou uma bolsa de estudos no valor de 10 mil yuan (cerca de 1.380 euros), depois de danificar acidentalmente um carro de luxo. Isto, porque após os estragos, o jovem deixou um bilhete de desculpas ao dono, assim como todo o dinheiro que tinha com ele, como compensação.

  • Pulseira deixa sentir os movimentos do bebé ainda na barriga da mãe

    Mundo

    A pulseira Fibo permite que os futuros pais (ou mães) consigam sentir os seus filhos a dar pontapés ainda na barriga da mãe. Desenvolvida por um designer de joias da Dinamarca, a pulseira vai transmitir os movimentos do bebé no útero, de modo a que os pais possam partilhar essa experiência da gravidez.