sicnot

Perfil

País

Exposição diária e breve ao sol produz vitamina D para o ano todo

Uma pessoa que exponha braços e pernas ao sol durante 20 minutos por dia, entre abril e setembro, obtém a vitamina D de que precisa para o ano inteiro, recomendou hoje um docente da Universidade de Coimbra.

© Nacho Doce / Reuters

"Ninguém deve expor-se ao sol ao ponto de ficar queimado", mas tem a possibilidade de obter a "dose simples" necessária, disse à agência Lusa o reumatologista Pereira da Silva, organizador de uma conferência sobre a carência e os efeitos daquela vitamina na população portuguesa.

Duzentos médicos de diversas especialidades, oriundos de todo o país, já se inscreveram no primeiro Fórum D, que vai decorrer no sábado, com início às 10:00, no auditório do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

A "dose simples" a que se refere o professor de Reumatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC) pode ser assegurada, nos meses mais soalheiros do ano, entre as 10:00 e as 16:30.

"A grande fonte desta vitamina é o sol, que transforma colesterol em vitamina D", explicou.

Pereira da Silva salientou que "os portugueses têm muito sol, mas em geral fogem dele ou cobrem-se com protetor solar", tal como acontece com os habitantes do Norte de África e do Médio Oriente, que envergam roupas pretas, "por hábito ou razões culturais".

Dedicado à discussão científica do "papel da vitamina D na manutenção do bem-estar e envelhecimento saudável", este encontro nacional visa debater as necessidades diárias da vitamina no organismo humano, "bem como as estratégias de combate à carência" desta substância.

Além dos benefícios esqueléticos e musculares, a vitamina D é indispensável para combater diversos tipos de cancro, hipertensão, infeções e doença de Alzheimer, entre outras enfermidades.

"Praticamente todas as células do organismo falam com a vitamina D", afirmou o professor.

O défice de vitamina D é um problema que afeta cerca de mil milhões de pessoas em todo o mundo.

Num universo de 123 doentes idosos, internados no Serviço de Reumatologia do CHUC, 67,5% revelava "carência grave" de vitamina D, segundo um estudo recente citado por Pereira da Silva.

O estudo, da autoria de Tânia Santiago e outros investigadores, indicou 25% dos doentes com "carência moderada" e apenas 7% com "níveis normais" dessa vitamina.

Peixes gordos, como sardinha, salmão ou sargo, estão entre os alimentos mais ricos em vitamina D.

Durante o Fórum D, organizado pela Clínica Universitária de Reumatologia da FMUC, será apresentado o primeiro sítio em Portugal dedicado exclusivamente ao tema.

  • Inglaterra estreia-se com vitória suada frente à Tunísia

    Mundial 2018 / Tunísia

    A seleção inglesa estreou-se no Mundial 2018 com um triunfo sobre a Tunísia por 2-1, com o golo da vitória a ser apontado já para lá do minuto 90. O jogo foi referente à 1.ª jornada do grupo G. Veja aqui os golos e os lances que marcaram o encontro.

  • O melhor golo do 5.º dia de Mundial

    Desporto

    Numa escolha feita pelos jornalistas de desporto e do site da SIC Notícias, mostramos-lhe o melhor golo deste quinto dia de Mundial. Foi apontado por Dries Mertens, na vitória da Bélgica sobre o Panamá por 3-0.

  • Salto de Cristiano Ronaldo inspira dança afro-beat

    Desporto

    Uma música humorística afro-beat, publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França.

  • Ronaldo no País dos Sovietes: As religiões praticadas na Rússia
    1:55
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Pai de Meghan Markle lamenta ser "nota de rodapé" no casamento real
    2:03
  • Quando as crianças fazem das suas... os pais é que pagam

    Mundo

    Quando as crianças fazem das suas, restam os pais para as castigar ou, em alguns casos, para sofrer as consequências desses atos. Quem o pode dizer é um casal norte-americano, que recebeu uma fatura de 132 mil dólares (cerca de 114 mil euros), depois de o filho ter derrubado uma estátua num centro comunitário.

    SIC