sicnot

Perfil

País

Buscas subaquáticas suspensas na Figueira da Foz até às 20:00

As buscas subaquáticas pelo pescador ainda desaparecido, no naufrágio do arrastão Olívia Ribau, foram suspensas às 14:30 de hoje, devido às condições adversas no rio Mondego e serão retomadas às 20:00, disse o porta-voz da Autoridade Marítima.

No arrastão Olívia Ribau naufragado no dia 6, à entrada do porto da Figueira da Foz, seguiam sete pescadores.

No arrastão Olívia Ribau naufragado no dia 6, à entrada do porto da Figueira da Foz, seguiam sete pescadores.

PAULO NOVAIS / Lusa

"Houve uma tentativa de conseguir identificar um dos ecos que foi identificado pelo sonar lateral [equipamento colocado no barco dos Pilotos que faz uma 'radiografia' do fundo do rio], tentámos por mergulhadores na água mas, atendendo a que esse eco está mesmo localizado na boca da barra, foi completamente impossível. Está uma corrente muito forte, uma ondulação muito forte", disse o comandante Nuno Leitão.

O responsável adiantou que a Autoridade Marítima não vai "correr riscos" à procura do corpo que está desaparecido e que, devido "à grande corrente que se faz sentir, à ondulação fortíssima e vento", tentaram pôr um mergulhador dentro de água para aceder ao interior do arrastão, "mas as condições de segurança não garantem minimamente a segurança do homem que vai para dentro".

"Por isso, as buscas serão canceladas até às 20:00, que é a próxima maré de estofo de maré e, nessa altura, na expectativa que possa haver condições, vamos tentar novamente", disse Nuno Leitão.

O porta-voz da Autoridade Marítima disse ainda que as buscas em terra nas praias adjacentes ao local do naufrágio continuam com meios da Polícia Marítima.

Cerca das 19:30 de sexta-feira foi encontrado, no interior do arrastão, o corpo de um dos pescadores que ainda estava desaparecido. Residente na Praia de Mira, o homem, de 44 anos, era o cozinheiro da embarcação.

Na terça-feira tinha já sido encontrado um corpo e, na quinta-feira, mais dois. Dois outros pescadores foram resgatados vivos na terça-feira, dia do naufrágio.

No arrastão Olívia Ribau, naufragado na terça-feira passada, cerca das 19:15, à entrada do porto da Figueira da Foz, seguiam sete pescadores.

Lusa

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.