sicnot

Perfil

País

Tempestade passou mas chuva mantém-se até terça-feira

A tempestade causada pelo furacão Joaquin já passou, mas os seus efeitos vão continuar a sentir-se hoje, com chuva e trovoadas, que só devem diminuir de intensidade na terça-feira, segundo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

© Rafael Marchante / Reuters

Em declarações à Lusa, a meteorologista Madalena Rodrigues explicou que a situação de hoje é "tranquila", decorrente de uma "depressão normal".

"O dia de hoje vai continuar a ser influenciado pela depressão que nos últimos dias estava localizada a noroeste do território do continente. Essa depressão vai (...) originar céu geralmente muito nublado com períodos de chuva ou aguaceiros, em especial nas regiões do norte e centro, com possibilidade de ocorrência de trovoadas durante a tarde", precisou Madalena Rodrigues.

Segunda-feira será "um dia muito parecido ao de hoje", "com períodos de chuva ou aguaceiros que por vezes podem ser fortes", mantendo-se a possibilidade de trovoadas.

Apenas na terça-feira se prevê "uma diminuição da precipitação de norte para sul, devido ao deslocamento da depressão", conclui a meteorologista.

A depressão pós-tropical corresponde a uma fase posterior da evolução do furacão Joaquin e, por isso, já não apresenta características de severidade meteorológica tipicamente associadas aos ciclones tropicais na categoria de furacão.

Lusa

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.