sicnot

Perfil

País

Porto da Figueira da Foz reaberto seis dias após naufrágio

Depois de terminadas as buscas pelos pescadores vítimas de naufrágio na terça-feira, o porto da Figueira da Foz foi reaberto esta manhã. Ontem, ainda de forma condicionada, saíram os navios retidos no interior do porto e hoje, ao meio-dia e meia, foi dada autorização para entrada e saída de embarcações.

No arrastão Olívia Ribau naufragado no dia 6, à entrada do porto da Figueira da Foz, seguiam sete pescadores.

No arrastão Olívia Ribau naufragado no dia 6, à entrada do porto da Figueira da Foz, seguiam sete pescadores.

PAULO NOVAIS / Lusa

Ao largo esperavam seis cargueiros há vários dias para entrar no porto comercial. Dois deles traziam mercadorias para descarregar os restantes pretendiam carregar os respectivos contentores.

Assim que foi dada a luz verde à navegação, foram várias embarcações de pesca e algumas de recreio que começaram a circular no canal de acesso ao mar. A maioria em direção ao alto mar.

O porto esteve encerrado seis dias depois de o arrastão Olívia Ribau ter naufragado na terça-feira quando regressava da faina. A bordo seguiam sete tripulantes. Dois sobreviveram, mas os restantes cinco perderam a vida.

  • Oceanário de Lisboa dá formação sobre impacto da acumulação de plásticos nos oceanos
    2:37
  • Trump e Netanyahu discutiram "ameaças que o Irão coloca"

    Mundo

    O novo Presidente norte-americano, Donald Trump, e o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, debateram "as ameaças que o Irão coloca" e concordaram que a paz israelo-palestiniana só pode ser "negociada diretamente", anunciou este domingo a Casa Branca.