sicnot

Perfil

País

Vinte anos de Portugal Fashion celebrados em mais de 30 desfiles entre Lisboa e Porto

A celebrar duas décadas, o Portugal Fashion preparou uma 37.ª edição comemorativa e promove, de 21 a 24 de outubro, mais de 30 desfiles, em diferentes espaços em Lisboa e no Porto, cidade na qual regressa ao emblemático Coliseu.

À agência Lusa, a organização do evento - da responsabilidade da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE) - antecipou os detalhes do 37.º Portugal Fashion, com o tema é "Celebration" (em português, "celebração"). O cartaz dos desfiles e da exposição comemorativa dos 20 anos são antecedidos por um concerto do pianista brasileiro Marcelo Bratke, no dia 20, no Convento do Beato, em Lisboa.

O primeiro dia do Portugal Fashion - que no total vai receber propostas para a próxima primavera/verão de 19 criadores, seis jovens designers, três marcas de jovens designers, três escolas de moda, oito marcas de vestuário e seis marcas de calçado - decorre, como vem sendo tradicional, em Lisboa, seguindo depois para três dias no Porto.

A aposta na dispersão por vários espaços das duas cidades mantém-se e, no Porto, conservando o centro nevrálgico na Alfândega, os desfiles chegam pela primeira vez ao Palácio de Cristal, ao Silo Auto e ao Quartel de Serpa Pinto, havendo um regresso ao emblemático Coliseu do Porto - que marcou a história do Portugal Fashion - para todos as apresentações do dia 22.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da ANJE, João Rafael Koehler, considerou que nesta edição comemorativa fazia todo o sentido voltar ao Coliseu e explicou que organizar desfiles em vários sítios permite que "o Portugal Fashion chegue mais às pessoas e os criadores tenham um processo de intervenção na própria organização, obviamente com limitações, conseguindo assim comunicar de forma muito mais rápida e fácil a linguagem que querem transmitir".

"Aproximamos o evento das pessoas e do país para que se perceba que o Portugal Fashion não vive no éter, longe de todos, na moda de autor que é feita só para alguns, porque nós queremos estar próximos das pessoas. Tem que haver o equilíbrio entre aquilo que é a moda de autor e aquilo que é um público mais vasto. Nós temos que viver neste equilíbrio", defendeu.

Storytailors, Alves/Gonçalves, Meam by Ricardo Preto, Diogo Miranda, Katty Xiomara, Miguel Vieira, Pedro Pedro, Fátima Lopes, Nuno Baltazar, Luís Buchinho, Luís Onofre e Carlos Gil são alguns dos nomes consagrados que vão apresentar as suas coleções para a próxima estação quente, juntando-se a este grupo a estreante criadora de Braga Elsa Barreto.

"Quero que haja mais rotatividade no Portugal Fashion e quando o digo não é no mau sentido nem para que nenhum designer se sinta pressionado", disse o presidente da ANJE, explicando que há "uma limitação da capacidade de absorção de novos nomes sem o sacrifício dos atuais", mas que esta rotatividade vai permitir que aqueles criadores que não estão no evento de moda possam vir a entrar.

A plataforma de novos talentos Bloom recebeu o Selo Europeu de Festivais 2015-2016, certificado de qualidade atribuído pela European Festivals Association, que distingue eventos culturais e criativos com impacto a nível local, nacional e internacional.

"O Bloom já existe há cinco anos e nós queremos que se afirme como um espaço de introdução de novos designers, que depois aspiram a ser designers consagrados, como já aconteceu", referiu o responsável.

Do programa desta edição faz ainda parte uma exposição alusiva ao 20.º aniversário, na Alfândega do Porto, que é inaugurada no dia 23 de outubro. De acordo com o responsável do projeto, Pedro Caride, "trata-se de uma instalação de celebração" dos 20 anos e faz "uma visita às raízes do evento e aos seus traços mais identificativos que construíram o seu ADN e uma marca reconhecida nacional e internacionalmente".

Lusa