sicnot

Perfil

País

Polícia Judicária deteve 53 suspeitos de atear incêndios em 2015

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um suspeito de ter ateado um incêndio florestal no Peso da Régua, distrito de Vila Real, elevando para 53 as pessoas detidas este ano por fogo posto.

(Lusa/ Arquivo)

(Lusa/ Arquivo)

Miguel Pereira da Silva

O homem de 44 anos e sem ocupação laboral foi detido por elementos da Unidade Local de Investigação Criminal da PJ de Vila Real.

Segundo referiu a polícia, em comunicado, o detido é suspeito de ter ateado um incêndio na localidade de Sedielos, em Peso da Régua, que consumiu uma mancha florestal, constituída por mato com cerca de 0,15 hectares.

O incêndio, que ocorreu ao final da tarde do dia 04 de agosto, colocou ainda em perigo uma "vasta área florestal, bem como algumas habitações, de valor elevado, que apenas não foram consumidas devido à rápida intervenção da população e dos bombeiros".

No combate a este fogo esteve envolvido um meio aéreo.

O suspeito vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.

Este ano, a Polícia Judiciária já identificou e deteve 53 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

Lusa

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.