sicnot

Perfil

País

Tripulantes de navio encalhado ainda por resgatar, mas fora de perigo

Os 22 tripulantes do navio que está encalhado na zona da baía de Cascais ainda não foram resgatados devido à forte ondulação que se faz sentir, mas encontram-se fora de perigo, disse à Lusa a Marinha Portuguesa.


O navio é um petroleiro de 274 metros, proveniente das Bahamas, que encalhou na zona da baía de Cascais, tendo o alerta sido dado pelas 12:00, indicou o comandante Paulo Vicente, porta-voz da Marinha Portuguesa.

Pelas 15:15, três rebocadores conseguiram chegar junto da embarcação, que entretanto foi arrastada cerca de 400 metros pela costa de Cascais.

O trabalho das equipas de socorro e o controlo da embarcação por parte do comandante está a ser dificultado pela forte agitação marítima que tem vindo a arrastar o navio.

No resgate está envolvida a Marinha e a Força Aérea Portuguesa, assim como a Polícia Marítima de Cascais e de Lisboa.

A Marinha adiantou que, pesar de se tratar de um petroleiro, não há qualquer risco de impacto ambiental.

A mesma fonte indicou que ainda não há previsão para a situação estará resolvida.

Lusa

  • Petroleiro encalhado com 20 pessoas a bordo perto da Marina de Cascais

    País

    Está uma embarcação encalhada a uma milha da costa de Cascais com mais de 20 pessoas a bordo. Um helicóptero da Força Aérea está a caminho para fazer o resgate. A Polícia Marítima diz estar preocupada com a situação no mar, onde outras embarcações, de grande dimensão, estão com dificuldades resultantes do vento forte e da ondulação.

  • Aviação russa matou mais de 11 mil pessoas na Síria

    Mundo

    Pelo menos 11.612 pessoas morreram na Síria em resultado dos bombardeamentos da aviação russa, aliada do Governo de Damasco, iniciados em 30 de setembro de 2015, de acordo com dados publicados hoje pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

  • Mais de 500 casos de sarampo na Europa este ano, avisa OMS

    Mundo

    Mais de 500 casos de sarampo foram reportados só este ano na Europa, afetando pelo menos sete países, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em Portugal, a OMS reconheceu oficialmente a eliminação do vírus do sarampo no verão do ano passado.