sicnot

Perfil

País

Desalojados de incêndio na Ribeira do Porto vão ter casa, diz vereador

Galeria de fotos

O vereador da Proteção Civil da Câmara do Porto garantiu que os inquilinos desalojados do incêndio que deflagrou hoje num edifício da Ribeira, naquela cidade, vão ter casa, e os residentes insistem em manter-se a morar na zona.

Lusa

Lusa

RICARDO CASTELO

Lusa

Lusa

RICARDO CASTELO

Lusa

Lusa

RICARDO CASTELO

Lusa

Lusa

RICARDO CASTELO

Um incêndio deflagrou hoje pelas 11:53, num edifício de quatro andares da Rua Cimo do Muro, na Ribeira do Porto.

"Nunca ninguém ficará sem casa", declarou à Lusa o vereador da Proteção Civil do Porto, Manuel Sampaio Pimental, acrescentando que vai falar com a Segurança Social e seguir os procedimentos normais numa situação de realojamento.

O responsável disse que não havia vítimas até ao momento em que prestava as declarações, apenas "danos materiais".

"Não vou ficar na rua, aí não vou não! Têm de me dar uma casa na Ribeira", exprimia Joana Monteiro, em lágrimas, depois de ver a sua casa, onde morava com a irmã e a mãe, incendiada com os pertences destruídos.

Também Noémia Campos, 79 anos, assegurava que a mãe de 89 anos, que morava no terceiro andar do edifício que ardeu hoje, tinha ficado sem casa e pedia à Câmara do Porto para que fosse encontrada uma solução habitacional na zona da Ribeira.

"A minha mãe não sai daqui, não vai para bairros com droga. A minha mãe nasceu aqui e fica aqui a morar", declarava Noémia, chorosa.

Os prédios contíguos ao edifício de quatro andares que ardeu hoje na Ribeira foram evacuados por precaução, informou o vereador da Proteção Civil, acrescentando que os bombeiros estavam a proceder à limpeza de "entulho" que existia no primeiro andar do prédio e que dificultou o combate às chamas.

A causa do incêndio ainda está por apurar, mas uma das locatárias do prédio afirmou à Lusa que o incêndio poderá ter tido origem na explosão do quadro elétrico do primeiro piso do imóvel.

O combate às chamas foi complicado por causa dos edifícios serem antigos e de difícil acesso, referiu o vereador da Proteção Civil.

O alerta do incêndio foi dado as 11.53 e às 14.33 estava na "fase de rescaldo", confirmou à Lusa fonte dos Sapadores de Bombeiros do Porto.

Lusa

  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.