sicnot

Perfil

País

Carros turísticos no Bairro Alto e no Castelo, em Lisboa, só nas ruas envolventes

O despacho da Câmara de Lisboa para regulação da atividade dos veículos de animação turística, como os 'tuk tuk', prevê que apenas possam circular nas envolventes do Bairro Alto e do Castelo São Jorge e não nas ruas interiores.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Nacho Doce / Reuters

"O despacho do presidente tem três aspetos centrais -- as zonas de paragem dos veículos de animação turística, as zonas de largada de passageiros e as zonas vedadas à circulação -- e entrará em vigor 15 depois da sua publicação", ou seja, a 14 de novembro, afirmou Duarte Cordeiro, vice-presidente da autarquia, em declarações à agência Lusa.

Segundo o vice-presidente da Câmara, este será o "tempo necessário para definir quais as ruas vedadas à circulação e para instalar a sinalética", estando, contudo, já previsto que os veículos turísticos não possam circular nas ruas interiores do Castelo São Jorge e do Bairro Alto.

Porém, "podem circular na Costa do Castelo", bem como "nas ruas do Norte e do Século", exemplificou.

Num despacho publicado em boletim municipal na quinta-feira, o presidente do município, Fernando Medina, determinou que sejam desenvolvidas "diligências com vista à colocação [...] de sinalética de proibição de acesso e consequente circulação dos veículos" turísticos em "áreas que causem mais perturbações nas freguesias da Estrela, Misericórdia, Santo António, Santa Maria Maior e São Vicente".

Em causa estão veículos ligeiros, motociclos, quadriciclos, triciclos ou ciclomotores de animação turística, entre os quais os minicarros 'tuk tuk'.

Paralelamente, Medina exigiu sinalização nos locais destas freguesias onde os carros turísticos poderão circular, mas apenas entre 09:00 e as 21:00.

O autarca socialista encarregou também a Unidade de Coordenação Territorial, em articulação com a Direção Municipal de Mobilidade e Transportes, de proceder, no prazo de 15 dias, à "criação, no terreno, de bolsas de estacionamento".

Ao todo, serão criados 116 lugares de paragem para serviços turísticos que não utilizem veículos pesados.

Para Duarte Cordeiro, esta é uma forma de "normalizar e disciplinar" a atividade, compatibilizando-a com o "descanso dos residentes".

"Vai valorizar a atividade destas empresas e a cidade", reforçou.

Também na quinta-feira, a Câmara reuniu-se com empresários e associações do setor para lhes explicar estas medidas, estando a aguardar contributos destas entidades e das Juntas de Freguesia, de acordo com Duarte Cordeiro.

Sobre as críticas do presidente Associação Nacional de Empresários de Tuk Tuk, Paulo Oliveira, que acusou a Câmara de Lisboa de "ingerência" na atividade destas empresas, Duarte Cordeiro afirmou que a autarquia já "tem um papel de regulação noutras atividades, como a circulação automóvel na cidade".

Este despacho vai vigorar até à criação de um regulamento sobre os veículos afetos à animação turística.

Duarte Cordeiro adiantou que esse regulamento será apresentado "em breve" e prevê a obrigatoriedade de, em 2017, todos os 'tuk tuk' serem elétricos.

Em comunicado hoje divulgado, a Federação Portuguesa do Táxi congratulou-se com estas medidas, realçando que a atividade "cresceu de forma não regulada e prejudicou o setor, uma vez que é ao táxi que está reservado o transporte de pessoas e bagagem em veículo ligeiro de passageiro".

Lusa

  •  Câmara de Lisboa limita acessos aos Tuk Tuk
    2:33

    New Articles

    A Câmara Municipal de Lisboa vai limitar alguns acessos aos Tuk Tuk, nomeadamente em algumas zonas históricas. Com isto, a autarquia pretende criar um equilíbrio entre os direitos de quem vive em Lisboa e dos turistas que visitam a cidade. Além desta medida serão, também, criados 110 locais de estacionamento distribuídos por 23 localizações.

  • Alfama e Mouraria limitam acesso dos Tuk Tuk
    2:35

    País

    O número de Tuk Tuk que circula pela cidade de Lisboa não para de aumentar. E as queixas dos moradores dos bairros históricos também não. Para combater o incómodo causado por estes triciclos motorizados, a Junta de Freguesia dos bairros de Alfama e Mouraria colocou em várias ruas placas de sinalização que desaconselham a entrada dos Tuk Tuk.

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • "A Venezuela sofreu um Madurazo"
    0:32
  • "Leiam os meus lábios. Não!"
    0:12

    Mundo

    Vladimir Putin participou esta quinta-feira numa conferência, no Ártico. Questionado sobre se a Rússia tinha interferido nas últimas eleições dos Estados Unidos da América, o Presidente voltou a negar qualquer interferência, com uma frase que pensava pertencer a Ronald Reagan, mas que na verdade foi proferida por George Bush.

  • A provocação de Juncker a Trump
    0:40

    Mundo

    Jean-Claude Juncker lançou esta quinta-feira uma provocação a Donald Trump. No último dia do congresso do PPE, o presidente da Comissão Europeia disse que, se Trump incentivar outros países a sair da União Europeia, ele próprio vai apoiar a independência do Ohio e do Texas