sicnot

Perfil

País

Trabalhadores da Unicer marcam greve de uma hora por turno

Os trabalhadores da Unicer que participaram nos vários plenários realizados esta semana decidiram fazer uma hora de greve por turno em todos os setores da empresa entre os dias 16 e 20 deste mês, disse à Lusa fonte sindical.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

Fernando Rodrigues, do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura e das Indústrias de Alimentação, Bebidas e Tabacos de Portugal (SINTAB), disse à Lusa que, depois de uma ronda de plenários que começou em Leça do Balio, passou por Santarém e foi concluída hoje em Oeiras e Loures, os trabalhadores decidiram avançar para a greve, tendo o pré-aviso sido remetido para o Ministério da Economia.

A greve é a primeira ação de um protesto que poderá passar por outras formas de luta, caso não seja suficiente para levar a administração da Unicer a voltar atrás na decisão de encerrar a fábrica de refrigerantes que possui em Santarém, onde trabalham 70 pessoas, e ainda na reestruturação que levará ao despedimento de outras 70.

O sindicalista referiu que a greve poderá "parar a produção duas ou três horas seguidas", tendo em conta as diferenças dos turnos dos vários setores da empresa.

Fernando Rodrigues afirmou que, desde que foi apresentada a primeira moção aprovada pelos trabalhadores, alguns dias depois do anúncio feito pela Unicer a 08 de outubro, a administração apenas recebeu a Comissão de Trabalhadores à qual comunicou que a decisão "é irreversível", podendo, contudo, o número de trabalhadores a ser dispensados ser menor.

Na moção aprovada na ronda de plenários realizada esta semana, os trabalhadores mandataram os sindicatos para o agendamento de outras formas de luta "que mostrem à administração da Unicer o reforço do repúdio pelas decisões anunciadas a 08 de outubro e pelo modo como a sua execução tem vindo a ser posta em prática".

Esses protestos poderão passar pelo pedido de audiências na embaixada da Dinamarca em Lisboa e com o Ministério da Economia, acompanhadas por manifestações dos trabalhadores.

A Unicer tem reafirmado estar disponível para manter o diálogo com os trabalhadores e as organizações que os representam, bem como o seu empenho em "minimizar o impacto das medidas anunciadas" junto dos 140 trabalhadores afetados no processo (70 em Santarém e 70 da estrutura central e de apoio ao negócio).

A empresa reafirma a necessidade de reajuste da sua estrutura pela retração dos mercados, nomeadamente o angolano, e para garantir a sua sustentabilidade.

Os sindicatos questionam o que leva uma empresa que teve lucros de 30 milhões de euros em 2014 a encerrar a unidade e a despedir trabalhadores, entregando parte da produção a uma concorrente (onde admite colocar 25 dos 70 funcionários de Santarém).

Lusa

  • Ministro garante segurança nas escolas com uso de poliuretano
    0:52

    País

    O ministro da Educação garante que as escolas estão em segurança e que não há perigo com um material como o poliuretano. Tiago Brandão Rodrigues respondia, esta quarta-feira, a uma pergunta dos Verdes sobre a substituição de amianto nas escolas.

  • Estoril garante que estrutura da bancada não está em causa
    2:23

    Desporto

    O Laboratório Nacional de Engenharia Civil deverá emitir esta quinta-feira um parecer preliminar sobre a bancada norte do estádio do Estoril-Praia. O clube garante que a estrutura não está em causa e que, tal como a câmara de Cascais, aguarda por conclusões para uma edificação feita no vale da Amoreira.

  • "Quem me dera que a bancada do Estoril fosse com o c......"

    Desporto

    Depois da polémica no jogo entre Estoril-Praia e FC Porto, um cântico polémico da claque do Sporting sobre a bancada do estádio António Coimbra da Mota que obrigou à interrupção do jogo da passada segunda-feira. Tudo aconteceu durante um jogo do campeonato de hóquei em patins entre leões e dragões.

  • Ronaldo estará mesmo de saída do Real Madrid
    2:01
  • Várias alternativas para vender a sua casa
    8:58
  • Encontradas 86 pedras preciosas numa casa em Albufeira
    0:48
  • Registada em vídeo explosão de meteoro nos EUA
    0:42
  • "A Rússia não nos ajuda nada na Coreia do Norte"

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, condenou esta quarta-feira a postura da Rússia sobre a situação da Coreia do Norte, afirmando que o país está a minar os esforços internacionais em curso para isolar o regime de Kim Jong-Un.

  • Polícia descobre arte de esconder 750 quilos de droga em ananases
    2:25
  • Moscovo só teve seis minutos de luz solar em dezembro

    Mundo

    Os portugueses estão tão habituados ao sol, que nunca imaginariam passar um mês inteiro sem ele. O fenómeno aconteceu na capital russa. Moscovo bateu o recorde em dezembro, quando passou o mês inteiro sem luz solar direta. As pessoas de Moscovo viram o sol apenas durante seis minutos e a espreitar timidamente por entre as nuvens.

  • A maior lua de Saturno tem nível do mar tal como a Terra

    Mundo

    Titã, a maior lua de Saturno, tem uma altura média da superfície do mar, tal como a Terra, revela um estudo divulgado esta quarta-feira, que se baseia em observações feitas pela sonda norte-americana Cassini, cuja missão terminou em setembro.