sicnot

Perfil

País

Corredor separa manifestações frente à Assembleia da República

Corredor separa manifestações frente à Assembleia da República

A PSP decidiu criar um corredor sem manifestantes, esta tarde, frente à Assembleia da República. O objetivo da polícia é garantir que manifestações contrárias possam decorrer em segurança.

Numa conferência de imprensa realizada no Comando Metropolitano da PSP de Lisboa (COMETLIS) para explicar o policiamento das manifestações que vão decorrer hoje à tarde, o comandante do COMETLIS afirmou que a PSP vai utilizar um "procedimento diferente" do habitual ao criar "uma zona de segurança" em frente à AR.

O superintendente Jorge Maurício adiantou que o objetivo é que de um lado fiquem os estivadores e os elementos da central sindical CGTP e do outro o grupo de cidadãos a favor do governo PSD-CDS/PP.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.