sicnot

Perfil

País

Cavaco recebe governador do Banco de Portugal na quinta-feira

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, recebe na quinta-feira o governador do Banco de Portugal, além de ouvir sete economistas em audiências separadas e antes de receber os partidos com assento parlamentar, na sexta-feira.

A agenda do encontro de Cavaco Silva com o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa (na imagem), que decorrerá às 17:15, surgiu já ao final do dia. (Arquivo)

A agenda do encontro de Cavaco Silva com o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa (na imagem), que decorrerá às 17:15, surgiu já ao final do dia. (Arquivo)

© Hugo Correia / Reuters

A agenda do encontro de Cavaco Silva com o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, que decorrerá às 17:15, surgiu já ao final do dia.

Cavaco Silva receberá também na quinta-feira, às 18:00, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, para a habitual reunião semanal.

Depois de o XX Governo Constitucional ter sido derrubado a 10 de novembro no parlamento, através da aprovação de uma moção de rejeição por todos os partidos da oposição, Cavaco Silva ouviu, somando os encontros de quinta-feira, 24 entidades sobre o impasse político, ultrapassando o número de personalidades ouvidas pelo seu antecessor, Jorge Sampaio (17), em 2004.

O chefe de Estado começou por ouvir, em nove audiências separadas, as confederações patronais, as associações empresariais e as centrais sindicais. Já esta semana, na quarta-feira, recebeu, em sete audiências separadas, os presidentes dos principais bancos a operar em Portugal e o presidente da Associação Portuguesa de Bancos.

Cavaco Silva ouvirá quinta-feira mais sete personalidades da área económica: de acordo com a agenda disponibilizada pela Presidência da República, as audiências começam às 10:00 com Vítor Bento, seguindo-se 45 minutos depois o presidente da COTEC, Daniel Bessa.

Os ex-ministros das Finanças João Salgueiro e Luís Campos e Cunha são ouvidos às 11:30 e às 12:15, respetivamente, começando a ronda da tarde às 15:00 com o anterior governante do executivo de José Sócrates, Teixeira dos Santos.

O conselheiro de Estado Bagão Félix, às 15:45, e o ex-ministro da Economia Augusto Mateus, às 16:30, encerram a ronda.

A 'lista' de personalidades chamadas a Belém por Jorge Sampaio incluiu ex-primeiros-ministros e ex-Presidentes da República, constitucionalistas, políticos de esquerda e de direita, além do agora chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva.

Lusa

  • Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já têm cadastro
    1:59

    Crise no Sporting

    Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já foram condenados por 22 crimes que cometeram no passado, mas nunca nenhum deles cumpriu pena de prisão ou prisão domiciliária. O juiz decretou a prisão preventiva na sequência das agressões à equipa do Sporting por entender que se tratou de um comportamento chocante, terrorista e a perversão do espírito desportivo.

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • MP investiga ministro Siza Vieira, António Costa rejeita incompatibilidades
    2:12

    País

    O Ministério Público decidiu investigar o ministro Adjunto, Pedro Siza Vieira, por alegadas incompatibilidades. O governante criou uma empresa imobiliária um dia antes de tomar posse e manteve-se como gerente durante dois meses. A lei prevê a demissão, mas o primeiro-ministro já disse que se tratou apenas de um erro e o próprio ministro alega desconhecimento da lei.

  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.