sicnot

Perfil

País

António Costa não estava inscrito para falar na Cimeira do Clima

O novo ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, confirmou à Lusa que o primeiro-ministro, António Costa, não estava inscrito para falar na sessão de abertura da Conferência da ONU sobre o Clima, a COP 21.

reuters

"É um facto que o senhor primeiro-ministro António Costa não estava inscrito para falar, isso é factual", afirmou João Matos Fernandes à Lusa, no recinto da COP21, nos arredores de Paris, acrescentando que "o que é importante sublinhar é que o primeiro-ministro, não estando inscrito, está cá para mostrar de forma clara aos portugueses o quanto Portugal está empenhado em conseguir este acordo e também para mostrar a todos os seus colegas do planeta e, sobretudo da União Europeia, que Portugal está, de facto, muito empenhado".

O responsável pela pasta do Ambiente escusou-se a explicar as razões pelas quais o novo primeiro-ministro não discursou - ao contrário dos restantes cerca de 150 chefes de Estado e de governo presentes na cerimónia - não comentando se o anterior executivo não inscreveu Portugal na COP21.

"Confesso que não vou alimentar essa polémica porque não tem nenhuma relevância ambiental. É um facto que o senhor primeiro-ministro não estava inscrito com todo o respeito por quem tem opiniões diferentes desta", continuou.

Segundo avançou hoje de manhã o Expresso online, António Costa não poderá falar na Conferência sobre o Clima porque o anterior Governo não inscreveu Portugal na COP21.

António Costa também não falou à imprensa esta manhã devido às medidas de segurança na cimeira que impedem o acesso dos jornalistas à sala plenária da COP21 onde está o chefe de governo português.

O primeiro-ministro vai ser recebido pela presidente da Câmara de Paris, Anne Hidalgo, esta tarde, e depois irá à sala de concertos Bataclan para prestar homenagem às vítimas dos atentados de Paris de 13 de novembro.

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.