sicnot

Perfil

País

Costa defende que devem ser os municípios a decidir o fim das touradas

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu hoje que devem ser os municípios a decidir, autonomamente, pelo fim das touradas ou de outros espetáculos que envolvam animais, discordando da fixação de uma regra nacional para este assunto.

(arquivo)

(arquivo)

REUTERS

"Creio que é uma boa regra confiar aos municípios o que devem ser as decisões relativas a esses espetáculos, como outros envolvendo animais", afirmou o primeiro-ministro, durante a discussão do programa do XXI Governo Constitucional.

António Costa respondia ao deputado do partido Pessoas, Animais, Natureza (PAN), André Silva, que questionou se o Governo "estaria disponível para dar liberdade de decisão a cada município" para a proibição das touradas.

Lembrando que para o Governo o reforço da descentralização de competências "é uma pedra angular da reforma do Estado", o primeiro-ministro negou "estipular uma regra nacional" defendendo a "realidade especifica" de cada município, como a valia cultural e económica em cada um deles.

"Só assim respondemos ao que devemos salvaguardar: por um lado a preservação e o reforço do bem-estar animal e, por outro lado, conter e respeitar as tradições nos espaços onde têm uma densidade que justifica que, democraticamente, esses municípios entendam que as devem prosseguir", defendeu António Costa.

O chefe de Governo disse que essa descentralização "abre a porta a que os cidadãos, por via de referendo local, se possam pronunciar sobre essa matéria".

Respondendo ainda ao deputado André Silva, que propôs a introdução de produtos biológicos nas ementas dos refeitórios da administração pública, António Costa destacou o papel dos municípios na promoção da saúde, através das ementas das refeições escolares.

"É importante que essas práticas se generalizem, de forma a podermos melhorar os nossos hábitos alimentares, e que isso faça sobretudo desde a infância, porque condiciona efetivamente a evolução da saúde de cada um", defendeu.

O deputado do PAN questionou ainda o Governo sobre a duração prevista da avaliação do Plano Nacional de Barragens, inscrita no programa do Executivo, exigindo a suspensão do programa durante essa avaliação.

O Programa do XXI Governo Constitucional, liderado pelo socialista António Costa, incluiu medidas acordadas com o PCP, Bloco de Esquerda (BE), partido ecologista 'Os Verdes' e, mais recentemente, com o PAN.

Lusa

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.