sicnot

Perfil

País

Hospital Amadora-Sintra quer pagar aos médicos por doente para garantir as urgências

Hospital Amadora-Sintra quer pagar aos médicos por doente para garantir as urgências

O hospital Amadora Sintra quer pagar aos médicos por cada doente para garantir as urgências durante o período da gripe. O plano de contingência prevê remunerações mais elevadas e o recurso a médicos de família.

  • Hospitais públicos podem em caso de rutura desviar doentes para privados
    1:31

    País

    Os centros de saúde vão estar abertos até mais tarde durante o pico da gripe e os hospitais vão ter mais camas para evitar eventuais ruturas no Serviço Nacional de Saúde. As medidas estão previstas no plano de contingência que está a ser ultimado pelo Governo. Em caso de rutura das urgências e em último recurso, os hospitais públicos e os centros de saúde podem reencaminhar os doentes para os privados.

  • Plano contra o frio e a gripe passa pelos lares de idosos
    2:22

    País

    Os lares e residências de idosos do país vão ser visitados por delegados de saúde que irão verificar se as unidades estão ou não preparadas para o frio e para a gripe. Estas é uma das medidas do plano de inverno da Direção-geral de Saúde que este ano conta também com a intervenção direta das farmácias.

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.