sicnot

Perfil

País

Passos Coelho diz que novo Governo deve mostrar "aquilo que vale"

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, disse esta sexta-feira, na Guarda, que, é preciso que o novo Governo liderado por António Costa "mostre aquilo que vale", mas alerta que o seu partido estará pronto "para qualquer eventualidade".

O líder nacional do PSD e ex-primeiro-ministro falava na Guarda, onde presidiu às cerimónias oficiais dos 35 anos da morte do antigo primeiro-ministro Francisco Sá Carneiro.

O líder nacional do PSD e ex-primeiro-ministro falava na Guarda, onde presidiu às cerimónias oficiais dos 35 anos da morte do antigo primeiro-ministro Francisco Sá Carneiro.

MIGUEL PEREIRA DA SILVA / Lusa

"Agora, é preciso que o novo Governo governe e mostre aquilo que vale e beneficie de condições de estabilidade. Que não haja nenhuma desculpa", afirmou Passos Coelho.

O líder nacional do PSD e ex-primeiro-ministro falava na Guarda, onde presidiu às cerimónias oficiais dos 35 anos da morte do antigo primeiro-ministro Francisco Sá Carneiro, num acidente de avião, e de abertura da Academia do Poder Local, organizada pelo PSD e pelos Autarcas Social-Democratas.

O ex-governante reafirmou que as "reivindicações por eleições [legislativas] terminaram no dia em que o Partido Socialista (PS) se recusou a devolver a palavra ao povo e em respeitar a decisão e a escolha que o povo teve nas eleições".

"Agora, que está no Governo, que governe. É isso que eu espero e nós faremos aquilo que nos compete: preparar um futuro Governo para quando o país precisar dele", acrescentou.

Passos Coelho desejou ainda que o país "precise o mais tarde possível" de novas eleições legislativas.

"Porquê? Porque isso significaria que o país não andaria muito para trás e que o Governo que agora começa a governar não estragará muito aquilo que foi o caminho de recuperação que nós deixámos para a nossa economia, para o emprego, para a sociedade", justificou.

O presidente do PSD deixou ainda claro que o seu partido estará pronto para "qualquer eventualidade" que possa surgir.

"Se o país precisar de nós, nós estaremos cá sempre que for preciso", garantiu.

Na mesma sessão, o presidente dos Autarcas Social-Democratas (ASD) e da Câmara Municipal da Guarda, Álvaro Amaro, disse que, se o fundador do PSD Francisco Sá Carneiro fosse vivo, diria que o legado político "está a ser bem seguido", mas "não compreenderia" o novo Governo liderado por António Costa.

"Como nós não compreendemos. Como a grande parte dos portugueses não compreende", acrescentou.

Álvaro Amaro observou que o Governo "é constitucional", foi "aprovado na Assembleia [da República]" e tem "plenos poderes", mas, em sua opinião, "não tem a legitimidade política".

"Tem a legitimidade formal, mas não tem a legitimidade política", vincou.

A Academia do Poder Local, organizada pelo PSD e pelos ASD, decorre até domingo na cidade da Guarda, com 71 participantes de todo o país, com idades entre os 24 e os 65 anos.

Segundo a organização, os participantes "são autarcas, na sua maioria, mas também não autarcas que querem saber mais sobre o poder local".

Lusa

  • Bruno de Carvalho manda SMS aos jogadores em nome dos jogadores. Confuso?

    Desporto

    De acordo com a imprensa desta manhã, o presidente do Sporting Clube de Portugal terá enviado mensagens escritas aos jogadores com o seguinte texto "Obrigado presidente pelas felicitações. Ainda temos muito para conquistar juntos" e assinou com o nome do jogador a quem enviou a mensagem. Uma aparente reação ao facto de nenhum dos jogadores ter respondido às mensagens escritas por Bruno de Carvalho, com incentivos e elogios antes e depois da vitória do Sporting frente ao Boavista.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • Governo promete melhorar condições de 26 mil famílias
    1:23

    País

    O ministro do Ambiente explicou esta terça-feira, no Parlamento, as novas medidas para a habitação: reduzir os impostos para arrendamentos longos, melhorar as condições de 26 mil famílias e introduzir o arrendamento vitalício para maiores de 65 anos. Este é um investimento que vai chegar aos 1700 milhões de euros.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31
  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17