sicnot

Perfil

País

Catorze detidos em operação da GNR no distrito de Setúbal

A GNR anunciou hoje a detenção de 14 pessoas durante uma operação que decorreu em várias localidades do distrito de Setúbal, envolvendo 133 militares de várias valências.

A operação foi efetuada entre as 22:00 de sexta-feira e as 02:00 de sábado, com especial incidência nas localidades do Monte da Caparica, Fernão Ferro, Pinhal Novo, Quinta do Conde, Alcochete e Sines.

"Foram detidas 14 pessoas durante a operação: 12 por crimes afetos à fiscalização rodoviária, uma por posse de arma branca e outra por tráfico de estupefacientes", refere a GNR em comunicado.

Durante a operação, a GNR detetou 129 contraordenações no âmbito do Código da Estrada e 12 crimes, oito por condução sob o efeito de álcool e quatro por condução sem habilitação legal.

"Foi apreendida uma arma branca e também foram efetuadas nove apreensões de haxixe", acrescenta o documento.

Nesta operação estiveram empenhadas todas as valências da GNR, num total de 133 militares das Subunidades do Comando Territorial de Setúbal.

Lusa

  • Troika nem sempre protegeu os mais vulneráveis, conclui avaliação do FMI

    Economia

    O organismo de avaliação independente do FMI concluiu que as medidas aplicadas pela troika em Portugal nem sempre protegeram as pessoas com menos rendimentos, apontando que a primeira preocupação do Fundo era a redução dos défices, apurou o gabinete independente de avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI),

  • "A maioria das pessoas que criticou André Ventura nunca viveu esses problemas"
    3:43

    Opinião

    A polémica em torno das declarações do candidato do PSD à Câmara de Loures, André Ventura, sobre o modo de vida da etnia cigana no concelho, esteve em análise no Jornal da Noite desta segunda-feira. Miguel Sousa Tavares defende que "os problemas existem mas não podem ser generalizados". O comentador SIC considera, ainda assim, que André Ventura tem razão quando diz que "a maioria das pessoas que o criticou nunca viveu esses problemas".

    Miguel Sousa Tavares