sicnot

Perfil

País

Catorze detidos em operação da GNR no distrito de Setúbal

A GNR anunciou hoje a detenção de 14 pessoas durante uma operação que decorreu em várias localidades do distrito de Setúbal, envolvendo 133 militares de várias valências.

A operação foi efetuada entre as 22:00 de sexta-feira e as 02:00 de sábado, com especial incidência nas localidades do Monte da Caparica, Fernão Ferro, Pinhal Novo, Quinta do Conde, Alcochete e Sines.

"Foram detidas 14 pessoas durante a operação: 12 por crimes afetos à fiscalização rodoviária, uma por posse de arma branca e outra por tráfico de estupefacientes", refere a GNR em comunicado.

Durante a operação, a GNR detetou 129 contraordenações no âmbito do Código da Estrada e 12 crimes, oito por condução sob o efeito de álcool e quatro por condução sem habilitação legal.

"Foi apreendida uma arma branca e também foram efetuadas nove apreensões de haxixe", acrescenta o documento.

Nesta operação estiveram empenhadas todas as valências da GNR, num total de 133 militares das Subunidades do Comando Territorial de Setúbal.

Lusa

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.