sicnot

Perfil

País

Iniciativa de apoio aos refugiados promovida pelo FC Porto juntou 1,3 M€

A Associação Europeia de Clubes (ECA) reuniu 1,3 milhões de euros na iniciativa promovida pelo FC Porto de apoio aos refugiados e a verba será canalizada agora à UNICEF e Save the Cildren, anunciou hoje o clube portista.

© Yannis Behrakis / Reuters

"Esta iniciativa foi desencadeada pelo FC Porto, que contribuiu com 46.200 euros para esta causa, um euro por cada espectador no jogo com o Chelsea que se disputou no Estádio do Dragão [Liga dos Campeões]", refere o FC Porto na sua newsletter diária.

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, tinha enviado uma carta à UEFA a 04 de setembro, anunciando que o clube iria doar um euro por cada bilhete vendido no jogo 'caseiro' da segunda jornada da 'Champions' frente ao Chelsea, convidando os restantes emblemas a ajudar os migrantes.

Dois dias depois de esta missiva de Pinto da Costa, a ECA, por intermédio do seu presidente, o alemão Karl-Heinz Rummenigge, anunciou que todos os clubes participantes na Liga dos Campeões e na Liga Europa iam doar um euro por cada bilhete vendido no seu primeiro jogo 'europeu' em casa.

Rummenigge acrescentou na altura que esta tinha sido uma resposta unanime ao convite lançado pelo FC Porto.

Integram a ECA cinco clubes portugueses: Benfica, FC Porto (que disputam a Liga dos Campeões), Sporting, Sporting de Braga (ambos na Liga Europa) e Marítimo (fora das competições europeias esta época).

Lusa

  • Dez milhões para offshores provocam picardia entre Costa e Passos
    0:36

    Economia

    O primeiro-ministro disse esta quarta-feira que é "escandaloso" que um Governo que foi tão implacável com as famílias em impostos e multas, tenha tido depois "tranquilidade" em relação a dez mil milhões de euros que fugiram do país para offshores. Pedro Passos Coelho não gostou e deu resposta, mesmo já sem tempo para outra intervenção.

  • Alemanha aprova projeto-lei que permite aceder a telemóveis de migrantes
    1:52
  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.