sicnot

Perfil

País

Iniciativa de apoio aos refugiados promovida pelo FC Porto juntou 1,3 M€

A Associação Europeia de Clubes (ECA) reuniu 1,3 milhões de euros na iniciativa promovida pelo FC Porto de apoio aos refugiados e a verba será canalizada agora à UNICEF e Save the Cildren, anunciou hoje o clube portista.

© Yannis Behrakis / Reuters

"Esta iniciativa foi desencadeada pelo FC Porto, que contribuiu com 46.200 euros para esta causa, um euro por cada espectador no jogo com o Chelsea que se disputou no Estádio do Dragão [Liga dos Campeões]", refere o FC Porto na sua newsletter diária.

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, tinha enviado uma carta à UEFA a 04 de setembro, anunciando que o clube iria doar um euro por cada bilhete vendido no jogo 'caseiro' da segunda jornada da 'Champions' frente ao Chelsea, convidando os restantes emblemas a ajudar os migrantes.

Dois dias depois de esta missiva de Pinto da Costa, a ECA, por intermédio do seu presidente, o alemão Karl-Heinz Rummenigge, anunciou que todos os clubes participantes na Liga dos Campeões e na Liga Europa iam doar um euro por cada bilhete vendido no seu primeiro jogo 'europeu' em casa.

Rummenigge acrescentou na altura que esta tinha sido uma resposta unanime ao convite lançado pelo FC Porto.

Integram a ECA cinco clubes portugueses: Benfica, FC Porto (que disputam a Liga dos Campeões), Sporting, Sporting de Braga (ambos na Liga Europa) e Marítimo (fora das competições europeias esta época).

Lusa

  • MIT quer humanos a ajudar máquinas a decidir (quem morre)

    Mundo

    A "Máquina Moral" é uma plataforma online que recolhe a perspetiva humana em decisões que terão de ser tomadas por uma máquina. Por exemplo, quando um carro sem condutor se depara com o dilema do mal menor: em quem acertar - para evitar outros - num acidente de viação.

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.