sicnot

Perfil

País

Bragança, Faro e Açores sob aviso amarelo devido ao mau tempo

Os distritos de Bragança e Faro e os Açores estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva e vento forte, nevoeiro e agitação marítima, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, o distrito de Bragança está sob aviso amarelo desde as 08:00 de hoje e até às 12:00 de sábado devido à previsão de nevoeiro persistente.

Também sob aviso amarelo está o distrito de Faro devido à previsão de agitação marítima forte, com ondas de sueste até dois metros.

O aviso para Faro vai estar em vigor entre as 00:00 e as 18:00 de hoje.

O IPMA colocou ainda os grupos central e ocidental dos Açores sob aviso amarelo devido à previsão de chuva e vento forte.

De acordo com o instituto, o grupo central (São Jorge, Graciosa, Terceira, Pico e Faial) está sob aviso amarelo entre as 06:00 e as 18:00 de hoje devido à previsão de chuva por vezes forte e vento forte.

O grupo ocidental (Flores e Corvo) está sob aviso amarelo desde as 21:00 de quinta-feira e as 09:00 de hoje devido à chuva pontualmente forte.

O aviso amarelo é o terceiro mais grave de uma escala de quatro e significa risco para determinadas atividades dependentes do estado do tempo.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.