sicnot

Perfil

País

PS protesta por ato "xenófobo" contra clube português na periferia de Paris

O deputado socialista Paulo Pisco escreveu hoje ao embaixador de França em Portugal para manifestar preocupação por a sede do Clube Português de Brie-Comte-Robert, na periferia de Paris, ter sido vandalizada com inscrições xenófobas.

© Gonzalo Fuentes / Reuters (Arquivo)

A sede do Clube Português de Brie-Comte-Robert, a sudeste de Paris, foi vandalizada na noite de terça para quarta-feira, tendo sido escritas na fachada do edifício frases como "morte aos portugueses", "morte aos estrangeiros" e aos "ciganos" e ainda "Viva a FN [Frente Nacional]".

Na carta dirigida ao embaixador francês em Lisboa, Jean-François Blarel, o deputado do PS considera estar perante inscrições de teor "xenófobo ofensivo contra os portugueses, que merece uma absoluta condenação, independentemente das intenções com que aquele ato de vandalismo foi praticado".

"A comunidade portuguesa na localidade de Brie-Comte-Robert merece a maior consideração por parte da população local e nunca teve qualquer tipo de problemas. Sempre teve também um excelente relacionamento com a mairie local (autarquia local), que logo se apressou a apresentar queixa do sucedido. O mesmo se pode dizer do Clube Português, que já existe há várias décadas, igualmente com uma boa convivência com a população local", sustenta Paulo Pisco.

O deputado do PS pede depois que o Governo francês faça as "diligências necessárias para averiguar quem escreveu aquelas frases xenófobas associadas ao partido Frente Nacional".

"A xenofobia e o racismo são condenados à luz do Código Penal francês e na Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia. Por outro lado, é absolutamente condenável que a comunidade portuguesa possa, eventualmente, ter sido instrumentalizada, visto que em todo o território francês é extraordinariamente bem considerada e constitui um exemplo a nível da integração e de harmonia na relação com as populações locais", defende ainda Paulo Pisco.

Lusa

  • Sismo registado esta manhã na região de Lisboa

    País

    Um sismo foi sentido esta manhã na região da Grande Lisboa. O abalo foi registado às 7h44, com epicentro em Sobral de Monte Agraço e magnitude de 4.3, informa o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

    Em atualização

  • "É terrorismo, politiquice e interesse económico"
    0:45

    País

    A situação em Mação, no distrito de Santarém, continua muito complicada para os operacionais e para as populações que tentam combater as chamas. Os populares dizem que é de "lastimar" a aflição que se vive.

  • GNR resgata 45 sírios no mar Egeu
    2:28

    Crise Migratória na Europa

    A Guarda Nacional Republicana já resgatou quase 300 migrantes no mar Egeu, ao largo da Grécia, desde o início de maio. Esta quarta-feira de madrugada, os militares salvaram 45 sírios que tentavam chegar à Grécia numa embarcação de borracha.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.