sicnot

Perfil

País

Razões de intoxicação na Amadora estão a ser investigadas

O diretor-geral de Saúde, Francisco George, disse hoje que as razões da intoxicação que afetou 67 pessoas na Amadora estão a ser investigadas no Instituto Ricardo Jorge, mas garantiu que a situação não é especialmente grave.

Diretor-geral de Saúde, Francisco George

Diretor-geral de Saúde, Francisco George

(Lusa/Arquivo)

"Estamos em crer que não se trata de uma situação especialmente grave, se bem que três idosos possam ter um prognóstico mais preocupante", afirmou à Lusa Francisco George.

De acordo com o responsável da Direção-Geral de Saúde, "a resposta foi muito rápida e eficiente, de uma maneira geral", apesar de existirem "muitos doentes afetados, quer crianças, quer idosos, mas são poucos os que inspiram cuidados".

Em termos gerais, a resposta do Hospital Fernando Fonseca (Amadora-Sintra) e de outros hospitais da região de Lisboa, e do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) "foi muito eficaz" e ainda estão em curso operações para identificar a origem da contaminação, explicou.

Apesar de estar já identificada a empresa que forneceu as 550 refeições à escola e aos lares de idosos da Santa Casa da Misericórdia da Amadora, Francisco George notou que o número de vítimas "depende da resistência de cada um, da quantidade do alimento contaminado que se comeu" e que "há muitos fatores que influenciam a chamada taxa de ataque".

"Foram expostas a um risco mas não se sabe a quantidade de alimentos contaminados que cada um comeu", salientou o diretor-geral de Saúde, acrescentando que ainda não está identificado o alimento contaminado e "decorrem análises no Instituto Nacional Ricardo Jorge".

Sessenta e sete pessoas sofreram hoje uma intoxicação alimentar numa escola, num lar e num centro de dia da Santa Casa da Misericórdia da Amadora, segundo o comandante dos Bombeiros Voluntários da Amadora, Mário Conde.

O responsável disse à Lusa que 54 destas vítimas foram transportadas para cinco hospitais da Grande Lisboa e outras 13 estavam, pelas 20:00, a ser assistidas na Escola Luís Madureira, em Alfragide.

Além deste estabelecimento de ensino, foram registadas vítimas no Lar de Santo António (localizado no mesmo complexo da escola) e no Centro de Apoio à Terceira Idade do Casal da Mira, na freguesia de Mina de Água.

Mário Conde explicou que, segundo o delegado de saúde do município, as causas da intoxicação estarão relacionadas com "a distribuição de 550 refeições" de almoço por uma mesma empresa nestes três locais.

O comandante adiantou que para o local foram enviados 30 viaturas e 70 bombeiros, além de outros meios da Proteção Civil, a PSP e o INEM.

Lusa

  • Nomeados para os Óscares são anunciados hoje

    Óscares 2017

    As nomeações para a 89ª. edição dos Óscares, os prémios da Academia norte-americana de cinema, são conhecidos esta terça-feira e pela primeira vez o anúncio será feito apenas via Internet. Para ver também aqui em direto, na SIC Notícias, a partir das 13:00.

    Aqui às 13:00

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • "Todo o mundo no voo estava a orar em voz alta"
    4:00
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.