sicnot

Perfil

País

Cerca de 166 mil idosos beneficiaram do complemento solidário em novembro

O Complemento Solidário para Idosos (CSI) foi atribuído, em novembro, a l66.169 idosos, mais 574 face a outubro, segundo dados do Instituto da Segurança Social (ISS) hoje divulgados.

Arquivo reuters

Os dados do ISS, atualizados hoje, referem que, do total de beneficiários, 116.116 são mulheres e 50.053 são homens.

Tendo em conta o mês homólogo de 2014, registou-se uma quebra de 2,9% no número de beneficiários, passando de 171.069, em novembro do ano passado, para 166.169 um ano depois.

Recuando a novembro de 2011, a quebra de beneficiários acentuou-se, atingindo os 42%.

Segundo os dados da Segurança Social, que não eram atualizados desde julho na sua página da internet, em novembro de 2011 esta prestação social foi atribuída a 236.013 idosos, mais 69.844 do que em novembro deste ano.

O maior número de beneficiários encontra-se no distrito do Porto (26.552), seguido de Lisboa (24.447) e de Braga (12.713).

O Complemento Solidário para Idosos é um apoio em dinheiro pago mensalmente a pessoas com mais de 65 anos, com baixos recursos financeiros.

  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Costa confiante no crescimento da economia e das exportações
    1:09

    Economia

    O primeiro-ministro manifestou confiança no crescimento da economia e das exportações. À margem da cerimónia dos 25 anos da Auto Europa em Portugal, António Costa deu vários exemplos de investimento estrangeiro, feito nas últimas semanas no país, e disse que os dados económicos recentes são positivos.

  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47
  • Turista italiano assassinado em favela do Rio de Janeiro
    1:01

    Mundo

    Um turista italiano de 52 anos foi assassinado numa favela do Rio de Janeiro, no Brasil, enquanto viajava com um amigo. Após várias horas com o gangue autor do crime, o amigo que se encontrava com a vítima acabou por ser libertado.