sicnot

Perfil

País

Maria João Rodrigues quarta na lista da esquerda parlamentar para o Conselho de Estado

A eurodeputada socialista e antiga ministra Maria João Rodrigues figura na quarta posição da lista encabeçada pelo líder parlamentar do PS, Carlos César, para o Conselho de Estado, que será votada na sexta-feira no Parlamento.

(Arquivo)

(Arquivo)

Lusa

Nesta mesma lista, o segundo lugar é ocupado pelo antigo coordenador do Bloco de Esquerda Francisco Louçã e a terceira posição pelo dirigente histórico do PCP Domingos Abrantes.

Pelo método d' Hondt, esta lista da esquerda parlamentar deverá eleger três dos cinco elementos a indicar pela Assembleia da República para o Conselho de Estado, cabendo os dois restantes à lista do PSD e CDS-PP, que integra os nomes do antigo primeiro-ministro Francisco Pinto Balsemão e do antigo presidente do CDS Adriano Moreira.

Nos lugares considerados de eleição não direta para o Conselho de Estado, figura ainda na quinta posição a ex-deputada socialista e especialista em educação Ana Maria Bettencourt.

Lusa

  • Nomes para Conselho de Estado entregues hoje
    1:33

    País

    O Bloco indicou o nome de Francisco Louçã para integrar a lista das esquerdas para o Conselho de Estado. Carlos César é indicado pelo PS e Domingos Abrantes é nomeado pelo PCP. O conjunto de nomes a eleger pelo parlamento é entregue hoje sendo na sexta-feira eleitos os cinco representantes para o órgão consultivo do presidente.

  • Chuva, vento, granizo e neve em 13 distritos
    1:42

    País

    Treze distritos do continente estão sob aviso amarelo de mau tempo, com previsão de chuva, granizo e neve. O vento forte também se faz sentir nos distritos de Beja, Faro e Setúbal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.