sicnot

Perfil

País

Maria João Rodrigues quarta na lista da esquerda parlamentar para o Conselho de Estado

A eurodeputada socialista e antiga ministra Maria João Rodrigues figura na quarta posição da lista encabeçada pelo líder parlamentar do PS, Carlos César, para o Conselho de Estado, que será votada na sexta-feira no Parlamento.

(Arquivo)

(Arquivo)

Lusa

Nesta mesma lista, o segundo lugar é ocupado pelo antigo coordenador do Bloco de Esquerda Francisco Louçã e a terceira posição pelo dirigente histórico do PCP Domingos Abrantes.

Pelo método d' Hondt, esta lista da esquerda parlamentar deverá eleger três dos cinco elementos a indicar pela Assembleia da República para o Conselho de Estado, cabendo os dois restantes à lista do PSD e CDS-PP, que integra os nomes do antigo primeiro-ministro Francisco Pinto Balsemão e do antigo presidente do CDS Adriano Moreira.

Nos lugares considerados de eleição não direta para o Conselho de Estado, figura ainda na quinta posição a ex-deputada socialista e especialista em educação Ana Maria Bettencourt.

Lusa

  • Nomes para Conselho de Estado entregues hoje
    1:33

    País

    O Bloco indicou o nome de Francisco Louçã para integrar a lista das esquerdas para o Conselho de Estado. Carlos César é indicado pelo PS e Domingos Abrantes é nomeado pelo PCP. O conjunto de nomes a eleger pelo parlamento é entregue hoje sendo na sexta-feira eleitos os cinco representantes para o órgão consultivo do presidente.

  • Catalunha vs Espanha
    29:35

    Grande Reportagem SIC

    2017 ficará como o ano da Catalunha e de como a região espanhola foi falada em todo o mundo, por causa do grito de independência que não aconteceu. O jornalista Henrique Cymerman esteve na Catalunha e foi um dos únicos repórteres do mundo que conseguiu chegar ao esconderijo do presidente demissionário do Governo catalão, Carles Puigdemont, em Bruxelas.

  • Tiroteio em Espanha causa três mortos

    Mundo

    Um tiroteio na cidade espanhola de Teruel, na região de Aragão, fez esta quinta-feira três mortos, entre os quais dois elementos da Guardia Civil. O atirador está em fuga.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC