sicnot

Perfil

País

Exame do 6º ano pode passar a prova de aferição

notícia sic

Estão a decorrer contactos entre o Bloco de Esquerda e o PS para discutir o fim dos exames do 6º ano. Ao que a SIC apurou, poderá haver abertura dos socialistas para ceder nesta matéria. Bloco de Esquerda e PCP vão insistir na medida, depois do primeiro-ministro ter garantido, no último debate quinzenal, que o Governo não pretende acabar com estes exames.

© Stephane Mahe / Reuters (Arquivo)

Nos próximos dias poderá haver desenvolvimentos. A SIC sabe que, em cima da mesa, poderá estar a hipótese dos exames de 6º ano passarem a provas de aferição.

Contactado pela SIC, o Ministério da Educação diz que tem estado ouvir partidos e também os sindicatos, no que diz respeito à avaliação do básico.

  • Costa recusa fim dos exames do 6º e do 9º ano

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, reiterou hoje que os exames do 6.º e do 9.º ano de escolaridade não serão eliminados, em resposta ao presidente do CDS-PP, Paulo Portas, que o questionou sobre o sentido de voto dos socialistas numa iniciativa do PCP.

  • Suécia conquista primeira vitória no Mundial frente à República da Coreia (1-0)

    Mundial 2018 / Suécia

    Depois de uma ausência de 12 anos nos campeonatos do mundo, a Suécia volta e começa a ganhar. Um penálti de Andreas Granqvist aos 65 minutos garantiu a vitória frente à República da Coreia na fase de grupos do Mundial. As equipas jogam pelo grupo F, onde também estão a Alemanha e o México. Veja aqui o golo e os lances da partida.

  • Combate ao terrorismo e corrupção são prioridades do novo diretor da PJ
    2:42

    País

    O novo diretor da Polícia Judiciária diz que o combate ao terrorismo e à corrupção estão entre as maiores prioridades para a PJ. Mas alerta que são precisos meios para cumprir essa missão. Luís Neves tomou posse esta manhã, depois de 20 anos ligados à investigação do crime mais violento.

  • Três mortos e mais de 200 feridos do sismo no Japão
    1:07

    Mundo

    Pelo menos três pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas na sequência de um sismo de magnitude 6,1 na escala de Richter que atingiu hoje a região oeste do Japão, segundo um novo balanço das autoridades nipónicas. Uma das vítimas mortais era uma criança de 9 anos.