sicnot

Perfil

País

PR condecora Alberto João Jardim e outras quatro personalidades madeirenses

O Presidente da República condecora hoje o antigo presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, e outras quatro personalidades madeirenses, numa cerimónia no Palácio de Belém.

(Lusa/ Arquivo)

(Lusa/ Arquivo)

LUSA

De acordo com uma nota divulgada no site da Presidência da República, as cincos personalidades que serão condecoradas destacaram-se "no desempenho de funções públicas a nível regional e nacional".

Alberto João Jardim, que abandonou a chefia do executivo madeirense em abril, ao fim de 37 anos no cargo, será distinguido com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo.

Na cerimónia, que irá realizar-se pelas 11:30 no Palácio de Belém, serão ainda condecorados o antigo presidente da Assembleia Legislativa Regional Miguel Mendonça, que receberá a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique e o antigo secretário de Estado do Turismo Bernardo Trindade, que será distinguido com a Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.

O antigo vice-presidente da Assembleia da República Guilherme Silva será condecorado como Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique), enquanto o antigo deputado à Assembleia da República Manuel Correia de Jesus será agraciado como Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.