sicnot

Perfil

País

Natal com céu muito nublado e chuva fraca

A véspera e o dia de Natal vão ser marcados por céu muito nublado, períodos de chuva em geral fraca e temperaturas que, apesar de baixas, estarão acima do normal para a época, disse a meteorologista Patrícia Gomes.

© Mark Makela / Reuters

Em declarações à agência Lusa, a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) explicou que na quinta-feira (véspera de Natal) e na sexta-feira (dia de Natal) prevê-se céu em geral muito nublado, diminuindo de nebulosidade no Baixo Alentejo e Algarve a partir da tarde.

"Para amanhã [quinta-feira], prevê-se a passagem de uma superfície frontal fria de fraca atividade e, devido a esta situação, deverá ocorrer alguma chuva, em geral fraca, nas regiões a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela. O vento será fraco e, em relação às temperaturas, não haverá grandes variações, prevendo-se pequenas subidas ou descidas de um ou dois graus", adiantou Patrícia Gomes.

Quanto ao dia de Natal, segundo a meteorologista do IPMA, poderá ocorrer ainda alguma chuva fraca na região do Minho e Douro litoral, mas apenas até às primeiras horas da manhã.

"A partir do início do dia de Natal, a nebulosidade irá diminuir, prevendo-se um dia de céu em geral pouco nublado ainda com algumas neblinas ou nevoeiros, em especial nas regiões do norte e centro", indicou.

No que diz respeito às temperaturas, Patrícia Gomes adiantou que as máximas vão variar entre os sete e os 13 graus Celsius.

"As temperaturas mínimas nas regiões do interior estarão ligeiramente mais baixas do que no litoral. No dia 24 e 25 podemos esperar mínimas que nas regiões do interior vão oscilar entre os dois e os oito graus e no litoral entre 10 e 12/13", disse

De acordo com Patrícia Gomes, serão mínimas, que comparadas com a semana passada estão um pouco mais baixas, mas ligeiramente acima do que seria de esperar para esta altura do ano.

No arquipélago dos Açores prevê-se para a véspera de Natal céu geralmente muito nublado com períodos de chuva, vento de sudoeste muito fresco a forte com rajadas da ordem dos 100 quilómetros por hora nos grupos Ocidental e central e 75 quilómetros por hora no grupo oriental.

A partir de sexta-feira, dia de Natal, devido a sua situação de pós frontal, o céu irá apresentar-se com abertas alternando com aguaceiros que poderão ser de granizo.

O vento do quadrante norte será muito fresco, com rajadas da ordem dos 80 quilómetros por hora.

Na Madeira, prevê-se períodos de céu muito nublado, chuva, vento do quadrante leste, tornando-se do quadrante sul a partir de quinta-feira e aumentando de intensidade na sexta-feira e no sábado.

Lusa

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.