sicnot

Perfil

País

Catástrofes naturais mais mortais e com menos custos em 2015

As catástrofes naturais de 2015 causaram 23.000 mortos, bastante mais que no ano anterior, mas os prejuízos materiais foram os mais baixos desde 2009, segundo o relatório anual da seguradora alemã Munich Re divulgado hoje.

A catástrofe mais mortífera foi o terramoto no Nepal, em abril, que causou 9.000 mortos

A catástrofe mais mortífera foi o terramoto no Nepal, em abril, que causou 9.000 mortos

© Olivia Harris / Reuters

De acordo com o documento, no ano de 2015 registaram-se desastres mais mortíferos do que em 2014 (7.700 mortos), embora menos do que a média dos últimos 30 anos que é de 54.000.

A catástrofe mais mortífera foi o terramoto no Nepal, em abril, que causou 9.000 mortos.

Em relação aos prejuízos, o montante em 2015 é o menor desde 2009: 90 mil milhões de dólares (82 mil milhões de euros) contra 110 mil milhões (100 mil milhões de euros) em 2014. A média dos últimos 30 anos é de 130 mil milhões de dólares (119 mil milhões de euros) por ano.

A Munich Re adianta que dos 90 mil milhões de prejuízos registados, 27 mil milhões estavam segurados.

Sendo a taxa de seguro mais alta nos países industrializados, os prejuízos causados pela vaga de frio nos Estados Unidos no início de 2015, a tempestade Niklas na Europa ou os incêndios na Califórnia estão entre os maiores responsáveis por custos para as seguradoras.

No caso do sismo no Nepal apenas uma fração constituiu um custo para as seguradoras, 210 milhões de dólares (192 milhões de euros) em 4,8 mil milhões (4,3 mil milhões de euros).

Em 2015, a esmagadora maioria (94%) das catástrofes que provocaram prejuízos significativos foi de origem meteorológica, relacionadas com o El Niño ou efeitos do aquecimento global.

A vaga de calor que afetou a Índia e o Paquistão em maio e junho e a que atingiu a Europa no verão causaram respetivamente 3.670 mortos e 1.250 mortos.

As recentes inundações no norte de Inglaterra causaram mais de mil milhões de euros, segundo a Munich Re.

  • Confrontos entre gangues rivais na prisão brasileira de Natal

    Mundo

    Dois gangues rivais entraram em confronto na Penitenciária de Alcaçuz, a mesma onde morreram 26 presos num motim esta semana, avança a agência France Press. O site da Globo refere que há um morto e sete feridos. O Exército já foi chamado a intervir.

    Em desenvolvimento

  • As crianças e o frio. O que vestir
    1:58

    País

    O médico Pedro Ribeiro da Silva, da Direção-Geral da Saúde, aconselha especial cuidado com as extremidades do corpo - usar luvas e gorros. E demasiado agasalhadas pode levá-as a transpirar mais e, consequentemente, desidratar.

  • Transportes públicos de Cascais vão ficar mais baratos
    2:32

    Economia

    Os transportes públicos de Cascais vão ficar mais baratos já a partir do próximo mês e a poupança nos passes combinados pode chegar até aos 12 euros por mês. Para além disso, foram criados 1280 lugares de estacionamento gratuito junto às estações da CP e Governo reafirma ainda que a linha será alvo de obras de melhoramentos este ano. Em 2016 passaram pela linha de Cascais 25 milhões de passageiros, mais 2,9% que no ano anterior.

  • Edíficio histórico de Teerão desmorona-se durante incêndio
    1:20
  • Cantora da Lambada encontrada morta carbonizada

    Cultura

    A cantora brasileira Loalwa Braz Vieira, ícone da Lambada do fim dos anos 80 e intérprete da música "Chorando se foi", foi encontrada morta num carro incendiado em Saquarema, Rio de Janeiro. A notícia é avançada pela Globo.