sicnot

Perfil

País

Portugal sob aviso amarelo devido ao mau tempo

Todos os distritos de Portugal continental, a Madeira e os grupos central e ocidental dos Açores estão hoje sob 'Aviso Amarelo' devido à chuva, vento forte e agitação marítima, informou a meteorologia.

Lusa

Lusa

EDUARDO COSTA

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra e Leiria estão sob 'Aviso Amarelo' devido à previsão de agitação marítima (entre as 00:00 e as 12:00 de hoje), vento forte, com rajadas da ordem dos 70 quilómetros por hora, sendo de 100 quilómetros por hora nas terras altas (entre as 00:00 e as 12:00) e chuva (entre as 06:00 e as 15:00 de hoje).

O IPMA colocou também os distritos de Vila Real, Viseu, Bragança, Guarda e Castelo Branco sob 'Aviso Amarelo' devido vento forte, com rajadas da ordem dos 100 quilómetros por hora (entre as 00:00 e as 15:00 de hoje) e períodos de chuva forte (entre as 09:00 e as 18:00).

Os distritos de Lisboa e de Setúbal estão com 'Aviso Amarelo', mas para agitação marítima (entre as 06:00 e as 15:00 de hoje) e chuva por vezes forte (entre 15:00 e as 18:00 de hoje), enquanto Santarém, Évora e Portalegre têm alerta de precipitação (entre as 15:00 e as 21:00 de hoje).

Também sob 'Aviso Amarelo' estão os distritos de Faro e Setúbal na sequência de agitação marítima, prevendo-se ondas de quatro a cinco metros entre as 15:00 e as 18:00 de hoje.

A Madeira vai estar entre 12:00 e as 18:00 de hoje sob 'Aviso Amarelo' devido à previsão de períodos de chuva, por vezes forte.

Nos Açores, o IPMA colocou ainda os grupos ocidental (Flores e Corvo) e central (Graciosa, Terceira, Pico, Faial e São Jorge) sob 'Aviso Amarelo' por previsão de agitação marítima entre as 18:00 de hoje e as 18:00 de sábado.

O 'Aviso Amarelo', o terceiro mais grave numa escala de quatro níveis, alerta para situações de risco para determinadas atividades dependentes das condições meteorológicas.

O instituto prevê para hoje nas regiões do norte e centro do continente céu muito nublado, com abertas na região norte a partir do meio da tarde, períodos de chuva, que será persistente e por vezes forte, passando a regime de aguaceiros a partir da tarde na região norte e no litoral centro, e que serão de neve acima de 1400 metros.

Está também previsto vento moderado de sudoeste, soprando moderado a forte, temporariamente com rajadas até 80 quilómetros por hora, no litoral, e forte, com rajadas até 100 quilómetros por hora nas terras altas, tornando-se fraco a moderado de noroeste a partir do início da tarde.

A previsão aponta ainda para pequena subida da temperatura mínima e neblina ou nevoeiro em alguns locais.

No sul prevê-se céu muito nublado, períodos de chuva, por vezes forte durante a tarde, vento moderado, soprando moderado a forte , temporariamente com rajadas até 60 quilómetros por hora, no litoral, e forte, com rajadas até 80 quilómetros por hora, nas terras altas, tornando-se em geral fraco noroeste no final do dia, pequena subida da temperatura mínima e neblina ou nevoeiro em alguns locais.

Na Madeira prevê-se céu geralmente muito nublado, períodos de chuva, por vezes forte a partir do meio da manhã, passando gradualmente a regime de aguaceiros e diminuindo de intensidade e de frequência a partir do meio da tarde, vento moderado a forte e pequena subida de temperatura, em especial da máxima.

Para os Açores prevê-se períodos de céu muito nublado, com abertas em especial na manhã, aguaceiros fracos e vento oeste muito fresco, tornando-se forte com rajadas até 80 quilómetros por hora a partir da tarde.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 14 e 16 graus Celsius, no Porto entre 14 e 15, em Bragança entre 11 e 12, em Viseu entre 10 e 12, na Guarda entre 9 e 10, em Castelo Branco entre 12 e 13, em Santarém entre 14 e 16, em Évora entre 12 e 14, em Beja entre 13 e 16, em Faro entre 15 e 18, no Funchal entre 16 e 21, em Ponta Delgada entre e na Horta entre 12 e 16 e em Santa Cruz das Flores entre 13 e 17.

Lusa

  • Os confrontos de Rui Rio
    3:38

    País

    Esta não é a primeira vez que Rui Rio enfrenta adversidades. O mesmo aconteceu durante a presidência da Câmara do Porto, quando assumiu uma rutura total com o Futebol Clube do Porto. Na primeira conferência de imprensa como presidente do PSD, avisou os adversários internos de que o clima de confronto é um ambiente do qual gosta.

  • Governo aceita diálogo com PSD após eleição de Rio
    1:52

    País

    Com a eleição de Rui Rio, o Governo aceitou entender-se com o PSD, provocando algumas críticas por parte do PCP e o Bloco de Esquerda. O líder parlamentar socialista diz que admitir o diálogo é Democracia, mas garante que o que sempre dividiu o PS do PSD mantém-se.

  • Sporting nos oitavos de final da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting garantiu esta quinta-feira o apuramento para os oitavos de final da Liga Europa, ao empatar frente ao Astana, em Alvalade, a três golos, na segunda mão dos 16 avos de final, depois de ter triunfado no Cazaquistão por 3-1. Veja ou reveja todos os golos do encontro.

  • Jane Seymour posa para a Playboy aos 67 anos

    Cultura

    Esta é a terceira vez que a atriz inglesa de 67 anos participa numa sessão fotográfica para a revista Playboy. Jane Seymour aproveitou a oportunidade para se juntar ao movimento #MeToo e falar sobre as agressões sexuais que sofreu às mãos de um produtor, em 1972.

  • O estranho caso do mergulhador Alejandro Ramos

    Mundo

    O mergulhador Alejandro Ramos tornou-se num caso de investigação do Centro Médico Naval do Peru, depois do seu corpo ter começado a inchar sem qualquer explicação aparente. Isto aconteceu há quatro anos, minutos depois de ter emergido da água, onde tinha estado a trabalhar durante muitas horas.

    SIC

  • Vírus do Zika pode proteger contra a dengue

    Mundo

    Uma equipa de investigadores brasileiros acredita que a infeção do vírus Zika pode tornar a pessoa imune contra a dengue. Anteriormente, uma investigação chinesa já tinha conseguido provar o inverso: quem apanha dengue pode estar mais protegido contra o vírus do Zika.

    SIC

  • Pesca explora mais de metade de todos os oceanos

    Economia

    A pesca industrial explora mais de metade de todos os oceanos, uma área quatro vezes maior que a utilizada pela agricultura, havendo mais atividade no norte do Atlântico e do Pacífico, conclui um estudo divulgado esta quinta-feira.