sicnot

Perfil

País

Mau tempo causa dois descarrilamentos a norte do país

O mau tempo que assolou o norte do país no domingo provocou dois descarrilamentos, o primeiro na linha da Beira Alta, em Contenças, Mangualde, e o segundo, cerca das 00:05 de hoje em Mosteiró, Linha do Douro.

O descarrilamento de um comboio regional de passageiros hoje na linha da Beira Alta, na zona de Contenças, Mangualde, provocou três feridos ligeiros, disse fonte dos bombeiros.

O descarrilamento de um comboio regional de passageiros hoje na linha da Beira Alta, na zona de Contenças, Mangualde, provocou três feridos ligeiros, disse fonte dos bombeiros.

Em comunicado en viado à agência Lusa, a Infraestruturas de Portugal indicou que, devido ao "temporal extremo", verificaram-se os dois descarrilamentos, "aparentemente por deslizamento de terras".

O primeiro aconteceu cerca das 14:10 de domingo, quando um comboio regional de passageiros descarrilou na zona de Contenças, Mangualde, provocando três feridos ligeiros, de acordo com os bombeiros de Mangualde.

O comboio fazia a ligação entre Coimbra e a Guarda e descarrilou junto ao apeadeiro de Contenças, Mangualde.

Já hoje, cerca das 00:05, ocorreu um segundo descarrilamento, desta vez na linha do Douro, em Mosteiró, Baião, Porto, num comboio de passageiros com 55 pessoas as bordo, sem, no entanto, causar feridos.

Face à previsão de agravamento das condições climatéricas na noite de domingo para hoje, a Infraestruturas de Portugal decidiu suspender a circulação naquelas duas linhas durante toda a noite, para aferição das condições de segurança, bem como para facilitar o início dos trabalhos de carrilamento das composições.

Os trabalhos realizados durante a noite e as respetivas inspeções permitiram a reabertura dos troços da linha da Beira Alta entre a Pampilhosa e Mangualde e da linha do Douro, entre Marco e Porto, segundo o comunicado da Infraestruturas de Portugal.

No comunicado, aquele organismo acrescenta que durante a manhã de hoje será reavaliada a situação nos restantes troços das linhas afetadas.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19