sicnot

Perfil

País

Tribunal da Relação absolve Carmona Rodrigues do processo Bragaparques

O Tribunal da Relação de Lisboa manteve a decisão de absolver o antigo Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carmona Rodrigues, e os ex-vereadores Fontão de Carvalho e Eduarda Napoleão, arguidos no processo Bragaparques.

(Arquivo/Lusa)

(Arquivo/Lusa)

LUSA

Os três ex-autarcas foram absolvidos em 2014 pelo tribunal de primeira instância de prevaricação de titular de cargo político, no negócio de permuta de terrenos do Parque Mayer com terrenos municipais da antiga Feira Popular.
O Ministério Público recorreu para a Relação de Lisboa que decidiu agora manter a absolvição.

  • Carmona Rodrigues satisfeito com absolvição
    2:23

    País

    O tribunal absolveu Carmona Rodrigues e outros cinco arguidos no processo da troca de terrenos entre a Câmara de Lisboa e a Bragaparques. Os juízes dizem que não ficou provado que o antigo autarca tenha violado qualquer lei para beneficiar a empresa. O caso é de 2005 e levou à queda do executivo da Câmara de Lisboa.

  • Absolvidos todos os arguidos do caso Bragaparques

    País

    O Tribunal Central de Lisboa absolveu hoje o ex-presidente da Câmara de Lisboa Carmona Rodrigues e os ex-vereadores Fontão de Carvalho e Eduarda Napoleão, acusados de prevaricação de titular de cargo político, no âmbito do processo Bragaparques. Em causa estaria o suposto favorecimento da Bragaparques em prejuízo do município.

  • MP pede cinco anos de prisão para Carmona Rodrigues e Fontão de Carvalho
    2:30

    País

    O Ministério Público pediu hoje a condenação dos arguidos do caso Bragaparques a penas de quatro e cinco anos de prisão. Entre eles está Carmona Rodrigues, antigo presidente da Câmara de Lisboa, acusado de prejudicar a autarquia no negócio da troca de terrenos da Feira Popular e do Parque Mayer. A procuradora da república admite que as penas possam ser suspensas, se os arguidos entregarem ao município mais de quatro milhões de euros.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.