sicnot

Perfil

País

Identificados casos de Gripe A no Hospital de Santarém

A administração do Hospital de Santarém confirmou hoje à Lusa que foram identificados casos de gripe A em alguns doentes e profissionais, mas referiu que a situação está controlada e que os cuidados aos doentes estão assegurados.

(EPA/Arquivo)

(EPA/Arquivo)

ARMIN WEIGEL

"Foram efetivamente registadas situações de H1N1 em doentes e profissionais e estamos a acompanhar a situação", disse à Lusa o presidente do Conselho de Administração do Hospital de Santarém, José Josué, sem contudo adiantar quantos casos foram identificados até ao momento.

Na terça-feira, Augusto Figueiredo, do Movimento de Utentes dos Serviços Públicos de Santarém, disse à Lusa, no final de uma audiência na Comissão Parlamentar de Saúde, que a equipa do Serviço de Cardiologia se encontra "desfalcada", com vários enfermeiros de baixa, devido a um surto de gripe A surgido no Hospital de Santarém.

José Josué assegurou que o surto "não afetou as equipas" e que os casos detetados não são em número significativo.

A estirpe do vírus da gripe A-H1N1 surgiu em 2009, numa combinação de vírus que não tinha sido observada antes, tendo-se tornado sazonal, em co circulação com outros vírus 'Influenza', e tratada com uma nova classe de antivirais.

Também na Guarda foram registados casos de gripe A: a Unidade Local de Saúde anunciou na terça-feira que o serviço de urgências diagnosticou este mês 13 situações.

Hoje, a subdiretora-geral da Saúde, Graça Freitas, afirmou que o vírus da gripe A diagnosticado na Guarda não é pandémico e é menos perigoso do que o verificado há seis anos.

Lusa

  • Dicas para uma despensa antigripe
    2:22

    New Articles

    A gripe pode ser prevenida atempadamente se o sistema imunitário for fortalecido. A Associação Portuguesa de Nutricionistas alerta para a necessidade de se ter uma alimentação saudável, ingerindo determinados alimentos que ajudam na prevenção. A nutricionista Delphine Dias indica alguns conselhos para uma despensa antigripe.

  • "Oposição angolana deve atualizar-se"
    0:53

    Mundo

    Alexandra Simeão, antiga vice-ministra da Educação em Angola, mostra-se surpreendida com a rapidez das mudanças introduzidas por João Lourenço no país. A analista política disse ainda à SIC que estas mudanças são uma oportunidade para a oposição angolana se profissionalizar e atualizar.

  • "Estamos vivos"
    11:41
  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27