sicnot

Perfil

País

Modelos meteorológicos indicam que ciclone Alex atingirá os Açores

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera anunciou que as previsões meteorológicas indicam que o ciclone tropical Alex vai atingir os Açores na madrugada e manhã de sexta-feira, estando esta manhã a menos de 900 quilómetros.

"Os vários modelos meteorológicos utilizados neste tipo de situação estão de acordo na trajetória do sistema, pelo que é de esperar que a tempestade atinja mesmo o arquipélago, especialmente durante a madrugada e manhã de sexta-feira", explicou Carlos Ramalho, da delegação regional dos Açores do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Carlos Ramalho esclareceu que, "às 05:00 da manhã [de hoje], a tempestade estava a 905 quilómetros a sul-sudoeste dos Açores, com deslocamento para norte-nordeste, a uma velocidade de 30 quilómetros/hora".

"A partir da noite de hoje, com a aproximação da tempestade 'Alex', espera-se um aumento gradual da intensidade do vento, de 80 km/hora no grupo oriental (ilhas de Santa Maria e São Miguel), sendo que a influência será sentida de forma mais intensa a partir da madrugada e durante a manhã de sexta-feira", adiantou o meteorologista.

Quando atingir o arquipélago, os especialistas estimam que o vento será de 100 a 130 km/hora nos grupos oriental e central (ilhas Terceira, Faial, Pico, Graciosa e São Jorge), com "chuva forte e forte agitação marítima, com ondas de seis a oito metros para os dois grupos".

Na quarta-feira, pelas 20:00 locais (mais uma hora em Lisboa), o IPMA informou que o ciclone estava a 1.260 quilómetros do arquipélago e, num comunicado emitido posteriormente, o instituto acrescentou que a sua velocidade era de 22 km/hora.

Um ciclone é uma depressão cujos ventos atingem velocidade elevada e, por norma, inclui precipitação, sendo uma situação que poderá originar fenómenos extremos de chuva, de vento e de agitação marítima, de acordo com o IPMA.

Este ciclone é, desde 1978, o primeiro a formar-se em janeiro e é também apenas o quarto conhecido neste mês desde que há registos, ou seja, desde 1851, alertou o IPMA.

"Nesta altura do ano não é normal ocorrerem tempestades tropicais, que são frequentes nos meses de verão e outono", adiantou Carlos Ramalho, acrescentando que uma melhoria do estado do tempo está prevista para a tarde de sexta-feira.

O IPMA emitiu um aviso laranja, o segundo mais grave de uma escala de quatro, para os grupos central e oriental da região, devido à previsão de chuva, agitação marítima e vento.

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores alertou, entretanto, que a aproximação e passagem da tempestade tropical 'Alex' pelo arquipélago irá provocar um agravamento do estado do tempo, destacando que o eventual impacto dos efeitos "pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados".

Nesse sentido, o IPMA recomenda a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas e a retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento, e a adequada fixação de estruturas soltas, como andaimes ou placards e outras estruturas montadas ou suspensas.

A Proteção Civil açoriana aconselha também a manter limpos os sistemas de drenagem e a consolidar telhados, portas e janelas, devendo a população ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas, não devendo praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar.

Lusa

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.