sicnot

Perfil

País

Climatologista analisa comportamento do furacão que passou ao largo dos Açores

Climatologista analisa comportamento do furacão que passou ao largo dos Açores

O climatologista Pedro Miranda esteve no Primeiro Jornal, onde analisou o comportamento do furacão Alex. Para este especialista, professor da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, o pior já passou e o arquipélago dos Açores escapou aos efeitos deste fenómeno meteorológico.

  • Furacão Alex progrediu para norte do arquipélago dos Açores
    3:27

    País

    O furacão Alex estava às 11:00 dos Açores (mais uma hora em Lisboa) a 80 quilómetros a sul da Terceira, ilha com "uma elevada probabilidade de sofrer o impacto direto do furacão". Cerca de uma hora depois, de acordo com declarações à SIC de Nuno Moreira, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o furacão continuava a passar ao largo da Terceira. Segundo o meteorologista, o furacão Alex progredia para norte do arquipélago dos Açores.

  • Furacão Alex passa ao largo da ilha Terceira

    País

    O furacão Alex estava às 11:00 dos Açores (mais uma hora em Lisboa) a 80 quilómetros a sul da Terceira, ilha com "uma elevada probabilidade de sofrer o impacto direto do furacão". Cerca de uma hora depois, de acordo com declarações à SIC de Nuno Moreira, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o furacão continuava a passar ao largo da Terceira.

  • Coreia do Norte foi "isolada à força"

    Mundo

    O empresário espanhol León Smit, que organiza visitas à Coreia do Norte, diz que o país foi "isolado à força", sendo "muito difícil" estabelecer relações comerciais com Pyongyang, sob o regime de Kim Jong-un.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite