sicnot

Perfil

País

Ministro da Ciência quer mudanças em 2016 com melhores condições

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior disse hoje, em Faro, que 2016 vai ser um ano de mudança para o setor, com condições salariais melhores para docentes e investigadores, apesar da necessária contenção orçamental.

Lusa

Lusa

LUSA

"Desde já, sem falar em números, falo naquilo que vai fazer a diferença já em 2016, que são as condições de reposição salarial", disse Manuel Heitor num dos intervalos de uma série de reuniões que teve esta tarde, na Universidade do Algarve, com responsáveis pelo ensino e investigação da região.

O ministro insiste que os docentes e os investigadores "terão condições salariais melhores" e acredita que "2016 vai ser um ano de mudança", com um orçamento no "quadro da contenção".

"Daqui a uns anos serei avaliado se consegui ou não inverter a queda de investimento na Ciência e Tecnologia e no Ensino Superior, que foi particularmente crítica em Portugal nos últimos quatro anos e superou a queda em muitos outros sectores", disse Manuel Heitor.

O ministro também acredita na abertura do setor a outros fundos e em conjunto, setor público e privado, aumentar a capacidade do investimento.

Por seu lado, o reitor da Universidade do Algarve, António Branco, não escondeu a sua satisfação por o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior não ter vindo a Faro para dizer que a universidade tinha de fazer "ainda mais cortes brutais na despesa".

"Mas também veio dizer que está aqui para identificar connosco desafios que possam gerar uma receita alternativa ao do Orçamento de Estado", acrescentou António Branco.

O ministro e a secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior iniciaram hoje um "programa de visitas" a todos os Institutos Politécnicos e Universidades públicas, no sentido de "reforçar uma relação de proximidade" com todas as instituições, "identificando desafios e oportunidades específicas".

Os responsáveis governamentais também estão a preparar o "Contrato de Confiança" que querem estabelecer com o Ensino Superior e a Ciência.

Na quarta-feira visitam o Instituto Superior Politécnico de Portalegre e o Instituto Superior Politécnico de Castelo Branco.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa. A Direção-Geral de Saúde vai divulgar ainda esta terça-feira as normas de orientação clínica para que os médicos possam lidar da melhor maneira com este surto.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho