sicnot

Perfil

País

GNR continua a procurar suspeito de ter matado ex-companheira no Barreiro

O homem suspeito de ter matado a sua ex-companheira na segunda-feira com um tiro, no Barreiro, continua a ser procurado pelas autoridades, disse à hoje Lusa fonte da GNR.

(SIC/ Arquivo)

(SIC/ Arquivo)

"Até ao momento o suspeito ainda não foi localizado. Continuam a decorrer diligências para o encontrar", referiu.

Segundo a mesma fonte, as autoridades realizaram hoje diversas buscas na zona recorrendo a equipas cinotécnicas, cavalos nas zonas mais arborizadas e diversas patrulhas.

O suspeito terá disparado um tiro na cabeça da sua ex-companheira em plena via pública, na tarde de segunda-feira, em Palhais, colocando-se depois em fuga.

O crime ocorreu na rua das Caravelas, na Quinta São João Norte, perto de um infantário que existe no local, e na sua origem terá estado o processo de divórcio, que não era aceite pelo suspeito.

No local esteve presente a GNR, a Polícia Judiciária e os Bombeiros do Barreiro.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.