sicnot

Perfil

País

Prisão preventiva para homem que se barricou em hostel e baleou duas pessoas no Porto

O homem que se barricou no sábado num hostel do Porto e atingiu a tiro um homem e uma mulher, alegadamente por motivos passionais, ficou hoje em prisão preventiva, determinou a autoridade judiciária.

Cristina Neves

O detido começou a ser ouvido ao início da tarde no Tribunal de Instrução Criminal do Porto e saiu às 17:20 num veículo da PSP e "conduzida ao Estabelecimento Prisional do Porto [em Custoias]", disse à Lusa fonte ligada ao processo.

Segundo a mesma fonte, o juiz decretou a medida de coação mais gravosa para o agressor que, por isso, ficará em prisão preventiva.

A mulher baleada, atingida a tiro num braço e "de raspão" na cabeça pelo agressor, presumivelmente seu ex-companheiro, que baleou ainda, também sem gravidade, um outro homem, já teve alta hospitalar.

Os disparos aconteceram cerca das 14:40 de sábado, no Mercador Guest House, na rua Miguel Bombarda, centro do Porto, tendo-se depois o agressor de 32 anos barricado, durante cerca de duas horas, no interior do 'hostel'.

Todos os envolvidos eram hóspedes do 'hostel' e de nacionalidade portuguesa.

Segundo adiantou no sábado à Lusa fonte do Comando Metropolitano do Porto da PSP, após ter estado barricado, e depois de um período de negociação, o indivíduo "acabou por entregar-se", tendo sido transportado para a divisão de investigação criminal daquela polícia para ser ouvido.

No local, após a detenção, a polícia apreendeu "um revolver supostamente utilizado na prática dos ilícitos criminais".

Segundo a PSP do Porto, as circunstâncias do tiroteio estão ainda a ser averiguadas, mas, segundo ouviu a Lusa no local, terá sido um crime de origem passional.

No local estiveram diversos efetivos da equipa de intervenção rápida da PSP, da unidade especial de polícia e um negociador, tendo o trânsito na rua Miguel Bombarda estado cortado durante várias horas.

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22