sicnot

Perfil

País

Prisão preventiva para homem que se barricou em hostel e baleou duas pessoas no Porto

O homem que se barricou no sábado num hostel do Porto e atingiu a tiro um homem e uma mulher, alegadamente por motivos passionais, ficou hoje em prisão preventiva, determinou a autoridade judiciária.

Cristina Neves

O detido começou a ser ouvido ao início da tarde no Tribunal de Instrução Criminal do Porto e saiu às 17:20 num veículo da PSP e "conduzida ao Estabelecimento Prisional do Porto [em Custoias]", disse à Lusa fonte ligada ao processo.

Segundo a mesma fonte, o juiz decretou a medida de coação mais gravosa para o agressor que, por isso, ficará em prisão preventiva.

A mulher baleada, atingida a tiro num braço e "de raspão" na cabeça pelo agressor, presumivelmente seu ex-companheiro, que baleou ainda, também sem gravidade, um outro homem, já teve alta hospitalar.

Os disparos aconteceram cerca das 14:40 de sábado, no Mercador Guest House, na rua Miguel Bombarda, centro do Porto, tendo-se depois o agressor de 32 anos barricado, durante cerca de duas horas, no interior do 'hostel'.

Todos os envolvidos eram hóspedes do 'hostel' e de nacionalidade portuguesa.

Segundo adiantou no sábado à Lusa fonte do Comando Metropolitano do Porto da PSP, após ter estado barricado, e depois de um período de negociação, o indivíduo "acabou por entregar-se", tendo sido transportado para a divisão de investigação criminal daquela polícia para ser ouvido.

No local, após a detenção, a polícia apreendeu "um revolver supostamente utilizado na prática dos ilícitos criminais".

Segundo a PSP do Porto, as circunstâncias do tiroteio estão ainda a ser averiguadas, mas, segundo ouviu a Lusa no local, terá sido um crime de origem passional.

No local estiveram diversos efetivos da equipa de intervenção rápida da PSP, da unidade especial de polícia e um negociador, tendo o trânsito na rua Miguel Bombarda estado cortado durante várias horas.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.