sicnot

Perfil

País

Buscas de pescadores desaparecidos em Vigo continuam por mar, terra e ar

As buscas para encontrar os pescadores português e espanhol cujo barco naufragou na sexta-feira ao largo de Vigo foram retomadas hoje com meios marítimos, aéreos e terrestres, disse à Lusa fonte do Centro Nacional de Salvamento Marítimo de Madrid.

reuters

Segundo a fonte, no mar estão empenhadas cinco embarcações do Salvamento Marítimo, da Junta da Galiza e da Guardia Civil.

Àqueles meios juntam-se, por ar, três helicópteros da Polícia Nacional, da Junta da Galiza e do Salvamento Marítimo.

A mesma fonte adiantou que as buscas decorrem hoje ao largo das ilhas Cíes, a sul do Cabo Silleiro, e daí até Baiona, em Pontevedra, na Galiza.

"Até final da semana esperamos poder contar com o apoio de uma equipa de mergulhadores", adiantou a fonte do Salvamento Marítimo.

Em terra, adiantou, estão envolvidos agentes da Guardia Civil e da Polícia Nacional espanhola.

O último contacto registado com a embarcação, de nome 'Látigo' e que estava na pesca de robalos, aconteceu na sexta-feira às 18:30, decorrendo desde então buscas, com meios aéreos e marítimos, para tentar localizar os pescadores.

No sábado, foi avistada a proa do barco naufragado a cerca de 300 metros do farol da entrada sul das ilhas Cíes, mas as condições marítimas impediram os meios de socorro de se aproximarem da embarcação, que se encontra numa zona de mar revolto.

Segundo adiantou nesse dia à Lusa uma fonte do Salvamento Marítimo de Vigo, o helicóptero avistou ainda no mar "um sapato e um colete salva-vidas".

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.