sicnot

Perfil

País

Sete distritos com Aviso Vermelho este domingo por causa da agitação marítima

Sete distritos do país vão estar sob Aviso Vermelho entre domingo e segunda-feira devido à previsão de agitação marítima, com ondas que podem atingir os 14 metros, anunciou hoje Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

(ARQUIVO)

(ARQUIVO)

© Stephane Mahe / Reuters

Os distritos com 'Aviso Vermelho', o mais grave numa escala de quatro, são o Porto, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Aveiro, Coimbra e Braga.

O IPMA coloca os sete distritos com 'Aviso Vermelho' por causa da agitação marítima, dando conta da possibilidade de ondas de noroeste com sete a oito metros, que podem atingir os 14 metros de altura máxima.

Este aviso é válido para entre as 12:00 de domingo e as 11:59 de segunda-feira.

De acordo com o IPMA, o 'Aviso Vermelho' diz respeito a situações meteorológicas de risco extremo.

Ao início da manhã de hoje, o IPMA aumentou para dez o número de distritos sob aviso meteorológico laranja, mais seis do que no final do dia de sexta-feira.

Faro, Setúbal, Lisboa, Leiria, Beja e Coimbra constam agora também da lista de aviso meteorológicos de chuva intensa e forte agitação marítima, juntando-se a Porto, Viana do Castelo, Aveiro e Braga.

Nesses dez distritos, o IPMA espera ondas com cinco a sete metros, mas que durante o dia de hoje podem vir a atingir dez a 12 metros de altura máxima, e chuva persistente e por vezes forte.

O Aviso Laranja, o segundo mais grave de uma escala de quatro, é emitido devido a uma situação meteorológica de risco moderado e elevado.

lUSA

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15