sicnot

Perfil

País

Caudal do Mondego estabilizou em Coimbra e situação no Porto melhorou

A Proteção Civil deu conta de uma melhoria da situação das cheias esta madrugada nos distritos de Coimbra e Porto, sob aviso meteorológico laranja, indicando que os caudais dos rios estão a baixar, bem como o número de ocorrências.

PAULO NOVAIS

"Sobre as cheias do Rio Mondego podemos realçar que se começa a verificar uma estabilização dos caudais, diminuíram significativamente", disse à agência Lusa Manuel Oliveira, do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra.

Esta estabilização sentiu-se particularmente a partir das 03:00, prevendo-se "um ligeiro abrandamento nas próximas hora da quota dos caudais". No entanto, Manuel Oliveira lembra que "muitos campos agrícolas" no baixo Mondego foram afetados e algumas casas inundadas em Montemor-o-Velho.

Segundo o CDOS de Coimbra, na noite de sábado foram abertos os diques fusíveis da bacia do Mondego, uma possibilidade que tinha sido avançada pelo presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado.

"Os diques fusíveis já estão a funcionar. São três diques que a margem direita do rio Mondego tem que, com determinadas quotas [de água], abrem para inundar os campos agrícolas. Foram construídos para isso, para tirar caudal ao leito principal", explicou Manuel Oliveira.

Apesar da melhoria da situação, com 14 ocorrências entre as 00:00 e as 03:00, o CDOS não tem ainda previsão de quanto os diques vão fechar, já que a diminuição dos caudais "é um processo muito lento".

No Porto, o cenário é também de estabilização, de acordo com o CDOS do distrito: "Tem-se dado um desagravamento, os caudais do rio estão a baixar, a tendência é desagravar a situação".

A Proteção Civil do Porto não registou nenhuma ocorrência entre as 00:00 e as 03:00 de hoje, mas mantém cortada a autoestrada A41 e algumas vias municipais.

Em Aveiro, outro dos distritos mais atingidos pelo mau tempo, o CDOS informou que a situação esta madrugada se mantém inalterada, mantendo-se o corte da EN 109 e da A25, bem como da linha Norte da CP.

Lusa

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • População afetada pelo fogo tenta repor o que as chamas destruíram
    1:54
  • "Juntos por Todos" hoje no palco em Lisboa
  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.

  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.