sicnot

Perfil

País

Caudal do Mondego estabilizou em Coimbra e situação no Porto melhorou

A Proteção Civil deu conta de uma melhoria da situação das cheias esta madrugada nos distritos de Coimbra e Porto, sob aviso meteorológico laranja, indicando que os caudais dos rios estão a baixar, bem como o número de ocorrências.

PAULO NOVAIS

"Sobre as cheias do Rio Mondego podemos realçar que se começa a verificar uma estabilização dos caudais, diminuíram significativamente", disse à agência Lusa Manuel Oliveira, do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra.

Esta estabilização sentiu-se particularmente a partir das 03:00, prevendo-se "um ligeiro abrandamento nas próximas hora da quota dos caudais". No entanto, Manuel Oliveira lembra que "muitos campos agrícolas" no baixo Mondego foram afetados e algumas casas inundadas em Montemor-o-Velho.

Segundo o CDOS de Coimbra, na noite de sábado foram abertos os diques fusíveis da bacia do Mondego, uma possibilidade que tinha sido avançada pelo presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado.

"Os diques fusíveis já estão a funcionar. São três diques que a margem direita do rio Mondego tem que, com determinadas quotas [de água], abrem para inundar os campos agrícolas. Foram construídos para isso, para tirar caudal ao leito principal", explicou Manuel Oliveira.

Apesar da melhoria da situação, com 14 ocorrências entre as 00:00 e as 03:00, o CDOS não tem ainda previsão de quanto os diques vão fechar, já que a diminuição dos caudais "é um processo muito lento".

No Porto, o cenário é também de estabilização, de acordo com o CDOS do distrito: "Tem-se dado um desagravamento, os caudais do rio estão a baixar, a tendência é desagravar a situação".

A Proteção Civil do Porto não registou nenhuma ocorrência entre as 00:00 e as 03:00 de hoje, mas mantém cortada a autoestrada A41 e algumas vias municipais.

Em Aveiro, outro dos distritos mais atingidos pelo mau tempo, o CDOS informou que a situação esta madrugada se mantém inalterada, mantendo-se o corte da EN 109 e da A25, bem como da linha Norte da CP.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.