sicnot

Perfil

País

Arquivado inquérito à morte de criança de 3 anos nas festas de Odivelas

O Ministério Público arquivou o inquérito relativo à morte de uma criança de 3 anos, em julho de 2015, após contacto com um poste de eletricidade nas festas da cidade de Odivelas, foi hoje anunciado.

Uma criança de três anos morreu depois de ter tocado num poste de iluminação, um dos que foram colocados para iluminar o recinto das Festas de Odivelas.

Uma criança de três anos morreu depois de ter tocado num poste de iluminação, um dos que foram colocados para iluminar o recinto das Festas de Odivelas.

SIC

Segundo uma nota publicada na página da internet da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL), em causa esteve a investigação do crime de homicídio por negligência, com base em suspeitas de que a menino teria morrido eletrocutado devido a uma descarga elétrica do poste.

"O menor não apresentava sinais evidentes de queimadura nem outras marcas físicas que pudessem esclarecer a causa do óbito. A autópsia concluiu por uma causa de morte indeterminada por não ser possível fazer o diagnóstico entre eletrocussão ou outra causa de morte", explica a PGDL, acrescentando que o despacho de arquivamento foi proferido em janeiro deste ano.

O MP esclarece que o poste junto do qual o menor foi encontrado era alimentado em baixa tensão através de um posto de transformação que não registou qualquer pico de energia.

Além disso, o valor da tensão entre este e o holofote que o mesmo sustinha, era considerado normal, não constituindo tensão de contacto perigosa suscetível de causar eletrocussão.

"Não foi detetado equipamento queimado, situação que ocorre quando se verifica um pico de energia e o disjuntor geral dispara", sublinha a PGDL.

A investigação descobriu uma falha na ligação elétrica, mas concluiu que a mesma não poderia ser a causa da morte da criança.

"Apurou-se que os fios do holofote aplicado no poste de eletricidade [para as festas da cidade] estavam colocados ao contrário. No entanto, essa incorreta aplicação teria como consequência que o disjuntor geral disparasse e não o disjuntor daquele projetor, não existindo indícios de que a troca de fios fosse suscetível de causar choque elétrico para quem tocasse no poste", sustenta a nota da PGDL.

Assim, "face a este circunstancialismo", o MP proferiu despacho de arquivamento, "considerando não existirem indícios suficientes da prática de crime de homicídio por negligência cuja prova viesse a possibilitar uma condenação em julgamento".

A investigação esteve a cargo do MP no Departamento de Investigação e Ação Penal de Loures, na sequência da participação da PSP de Odivelas dos factos ocorridos a 19 de julho de 2015.

Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • As polémicas do primeiro mês de Donald Trump como Presidente
    3:17
  • Deputados britânicos debatem hoje petição que desvaloriza visita de Donald Trump

    Mundo

    Os deputados britânicos debatem hoje uma petição que reclama que a futura visita de Estado do Presidente norte-americano, Donald Trump, seja reduzida a uma visita oficial, enquanto dezenas de milhares de pessoas se manifestam sobre o mesmo assunto. Dezenas de milhares de pessoas são esperadas hoje nas ruas de várias cidades do Reino Unido, em protestos organizados para coincidir com a discussão no parlamento (na Câmara dos Comuns) de uma petição 'online' que já tem quase dois milhões de subscritores.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Matteo Renzi demite-se da liderança do Partido Democrático

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro italiano Matteo Renzi demitiu-se hoje da liderança do Partido Democrata (PD), uma decisão que faz parte de uma estratégia para retomar o controlo da formação de centro-esquerda, onde uma minoria mais à esquerda ameaça cindir-se.

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.