sicnot

Perfil

País

Jovem acusado de homicídio qualificado julgado a 4 de abril

O jovem de Salvaterra de Magos acusado de homicídio qualificado e profanação de cadáver começa a ser julgado a 4 de abril. Os pais da avançaram com um pedido de indemnização de 280 mil euros, que foi admitido pelo Ministério Público.

Daniel Neves é acusado dos crimes de homicídio qualificado e profanação de cadáver. (Arquivo)

Daniel Neves é acusado dos crimes de homicídio qualificado e profanação de cadáver. (Arquivo)

SIC

Quatro dias antes de ser apresentado ao Juiz de Instrução Criminal, em Santarém, o rapaz tinha-se encontrado com a vítima, Diogo Filipe, de 14 anos, no 4º andar de um prédio.

Segundo a acusação, o suspeito terá desferido vários golpes no corpo da vítima, acabando por matá-la com uma barra de ferro.

Após o crime, o arguido terá ainda arrastado o corpo até ao sótão do prédio e foi nesse local que a Polícia Judiciária descobriu o corpo três dias depois.

Os pais de Filipe Diogo, que se constituíram assistentes no processo, avançaram com um pedido de indemnização de 280 mil euros, que foi admitido pelo Ministério Público.

Daniel Neves é acusado dos crimes de homicídio qualificado e profanação de cadáver e está em prisão preventiva num estabelecimento prisional para jovens, em Leiria a aguardar julgamento já em abril.

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38