sicnot

Perfil

País

Jovem acusado de homicídio qualificado julgado a 4 de abril

O jovem de Salvaterra de Magos acusado de homicídio qualificado e profanação de cadáver começa a ser julgado a 4 de abril. Os pais da avançaram com um pedido de indemnização de 280 mil euros, que foi admitido pelo Ministério Público.

Daniel Neves é acusado dos crimes de homicídio qualificado e profanação de cadáver. (Arquivo)

Daniel Neves é acusado dos crimes de homicídio qualificado e profanação de cadáver. (Arquivo)

SIC

Quatro dias antes de ser apresentado ao Juiz de Instrução Criminal, em Santarém, o rapaz tinha-se encontrado com a vítima, Diogo Filipe, de 14 anos, no 4º andar de um prédio.

Segundo a acusação, o suspeito terá desferido vários golpes no corpo da vítima, acabando por matá-la com uma barra de ferro.

Após o crime, o arguido terá ainda arrastado o corpo até ao sótão do prédio e foi nesse local que a Polícia Judiciária descobriu o corpo três dias depois.

Os pais de Filipe Diogo, que se constituíram assistentes no processo, avançaram com um pedido de indemnização de 280 mil euros, que foi admitido pelo Ministério Público.

Daniel Neves é acusado dos crimes de homicídio qualificado e profanação de cadáver e está em prisão preventiva num estabelecimento prisional para jovens, em Leiria a aguardar julgamento já em abril.

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".