sicnot

Perfil

País

Assassinio de mulheres deixou 46 filhos órfãos de mãe em 2015

Quarenta e seis crianças e jovens ficaram órfãos de mãe em 2015 depois de a progenitora ter sido assassinada, revelou hoje a UMAR.

© Rafael Marchante / Reuters

De acordo com os dados do Observatório de Mulheres Assassinadas (OMA), da União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR), divulgados hoje, 29 mulheres foram assassinadas no ano passado e outras 39 foram vítimas de tentativa de homicídio.

Na sequência desses crimes, o OMA contabilizou 73 filhos das vítimas, entre 46 filhos de mulheres assassinadas e 27 de mulheres vítimas de tentativa de homicídio.

"Deste número (73 filhos) aferido nas notícias registadas pelo OMA, concluímos que 24 eram filhos da vítima, 41 eram filhos comuns (da vítima e do homicida/agressor) e oito eram-no somente do homicida/agressor", lê-se no relatório.

De acordo com o OMA, 16 dos filhos assistiram à agressão de que a mãe foi alvo, sendo que em dois casos, num um jovem de 23 anos e noutro uma criança de cinco, foram também assassinados, o primeiro pelo padrasto, o segundo pelo pai.

O OMA faz de seguida uma análise comparativa dos anos de 2012 a 2014 e conclui ter já contabilizado 305 filhos/as, sendo que 163 ficaram órfãos de mãe.

A UMAR aproveita para defender a junção de estratégias de proteção das vítimas e de repressão dos agressores que, aliadas à separação, se traduzam no aumento da segurança das vítimas e que respondam eficazmente às suas necessidades de proteção e apoio.

"Tudo, aliado a estratégias de prevenção primária poderão conduzir a uma diminuição de femicídios consumados e tentados registados em Portugal", defende a organização.

Lusa

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00
  • Marcelo diz que Europa não deve contar com benevolência dos aliados 
    1:19

    País

    O Presidente da República concorda com Angela Merkel, que este domingo defendeu que a Europa já não pode confiar a 100% nos países aliados. Numa conferência sobre o futuro da Europa, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que a União Europeia tem de assumir responsabilidades e protagonismo e não pode contar com a iniciativa e a benevolência dos aliados.

  • Novos casos de tuberculose caíram para metade

    País

    Portugal reduziu para metade o número de novos casos de tuberculose entre 2000 e 2016, segundo um relatório hoje divulgado, que mostra que, no ano passado, a taxa de incidência da doença foi de 18 por 100 mil habitantes.

  • Julgamento de Pedro Dias só deve começar após as férias judiciais
    2:59

    País

    O Tribunal da Guarda vai juntar o homicídio de Liliane Pinto ao processo principal dos crimes de Aguiar da Beira. Pedro Dias será interrogado em julho, mas o julgamento só deve começar depois das férias judiciais. No interrogatório judicial de 10 de novembro do ano passado, Pedro Dias ficou em silêncio.

  • Merkel sugere que a Europa já não pode contar com aliados como os EUA
    1:45

    Mundo

    Depois das cimeiras do G7 e da NATO,e sem nunca mencionar Donald Trump, a chanceler alemã diz que é tempo de cada país tomar conta do próprio destino. As declarações de Angela Merkel foram feitas em Munique numa ação de campanha da CDU e evidenciam incómodo em relação às posições manifestadas pelos EUA.

  • Bombeiro alvejado durante assalto em Buenos Aires
    1:07

    Mundo

    A polícia argentina está a investigar o assalto e a agressão a tiro a um bombeiro em Buenos Aires. O homem de 30 anos foi atacado por três jovens, o momento foi captado pelas câmaras de videovigilância. As imagens mostram o exato momento em que o bombeiro foi atacado pelo grupo, perto de um quiosque de alimentação automático. De acordo com as informações disponíveis, a vítima terá sido alvejada seis vezes.