sicnot

Perfil

País

Manuel Damásio proibido de contactar arguidos da Operação "Rota do Atlântico"

ÚLTIMA HORA

O antigo presidente do Benfica Manuel Damásio ficou hoje sob termo de identidade e residência e proibido de contactar com outros arguidos no âmbito da Operação Rota do Atlântico, disse hoje o seu advogado de defesa, Nobre Correia.

Damásio está "indiciado por factos susceptíveis de integrarem os crimes de branqueamento e tráfico de influência", num inquérito em que se investigam "suspeitas da prática de corrupção no comércio internacional e fraude fiscal".

Manuel Damásio foi hoje ouvido pelo Tribunal Central de Instrução Criminal durante mais de sete horas e saiu cerca das 22:40, acompanhado pelo seu advogado.

Manuel Damásio, 75 anos, hoje detido pela Polícia Judiciária (PJ), é suspeito no processo Operação Rota do Atlântico da prática dos crimes de branqueamento de capitais e tráfico de influências, disse à agência Lusa fonte policial.

Em comunicado, a PJ precisou que a detenção ocorreu no âmbito de um inquérito dirigido pelo Ministério Público, junto do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), e decorre de uma investigação iniciada em finais de 2014, que deu origem à operação Rota do Atlântico.

O empresário de futebol José Veiga e o advogado Paulo Santana Lopes são dois dos outros arguidos na operação Rota do Atlântico, que se encontram detidos desde 08 de fevereiro.

José Veiga está em prisão preventiva e Paulo Santana Lopes em prisão domiciliária.

O processo tem ainda como arguida a advogada Maria Barbosa, que se encontra com termo de identidade e residência e, tal como os anteriores dois arguidos, proibida de contacto entre eles.

A 08 de fevereiro, a Procuradoria-Geral da República (PGR) emitiu um comunicado, no qual referia que o inquérito relativo à Rota do Atlântico tinha nove arguidos: quatro pessoas singulares e cinco pessoas coletivas (empresas ou instituições)

Em causa, nesta investigação, adiantava a PGR, estão suspeitas da prática dos crimes de corrupção no comércio internacional, branqueamento, fraude fiscal e tráfico de influência.

Lusa

  • Manuel Damásio terá ajudado José Veiga a branquear milhões de euros
    1:23

    País

    Manuel Damásio, antigo presidente do Benfica, foi detido por suspeitas de branqueamento de capitais e tráfico de influências. A detenção está relacionada com o processo "Rota do Atlântico" que mantém em prisão preventiva o empresário José Veiga. Damásio terá ajudado José Veiga a branquear milhões de euros.

  • Manuel Damásio é o quinto arguido da operação "Rota do Atlântico"
    2:26

    País

    Manuel Damásio é o quinto arguido da Operação "Rota do Atlântico", que investiga há mais de um ano suspeitas de corrupção, branqueamento de capitais, fraude fiscal e tráfico de influências. Envolvido neste processo está também José Veiga que está em prisão preventiva desde 8 de fevereiro. Foram realizadas 35 buscas em Lisboa, Fátima e Braga onde estiveram envolvidos 120 inspetores e 10 magistrados.

  • Perfil de Manuel Damásio
    2:49

    País

    Manuel Damásio tem 75 anos e já foi presidente do Benfica. Na década de 90 surpreendeu o país quando declarou o salário mínimo às Finanças. É empresário, mediador de imóveis de luxo e representante da leiloeira Christies em Portugal.

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.