sicnot

Perfil

País

CDS-PP elege hoje novos órgãos nacionais do partido

Termina hoje o congresso do CDS-PP com a eleição dos novos órgãos nacionais do partido, depois da moção de Assunção Cristas ter sido aprovada com 877 votos. A nova presidente do partido fará hoje o discurso de encerramento do congresso de Gondomar, depois de serem anunciados os resultados da votação para as estruturas nacionais do partido. Paulo Portas deverá votar às 11:30 , Assunção Cristas às 11:45.

  • "O país precisa de um CDS-PP forte"
    0:48

    País

    O vice-presidente do CDS-PP Nuno Melo disse hoje que será no partido "o que o Congresso quiser" e manifestou confiança na capacidade de Assunção Cristas para substituir Paulo Portas, esperando que o líder cessante "continue por perto".

  • Paulo Portas faz último discurso como líder do CDS-PP
    3:11

    País

    Paulo Portas despediu-se, esta tarde, da liderança do CDS com vários recados para dentro e para fora. Elogiou a transição ordenada no partido, disse que acabou o tempo do voto útil no PSD e acusou o Bloco de Esquerda de falhar no apoio à Grécia. Na frente externa, apelou aos órgãos de soberania para evitarem a judicialização da relação com Angola. Um discurso de quase uma hora, que foi o último como líder do CDS. Dezasseis anos depois, Paulo Portas emocionou-se e não evitou as lágrimas.

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • Estarão os portugueses a consumir vitamina D em excesso? 
    6:44
  • Investigadores criam nanovacina contra diferentes cancros

    Mundo

    Investigadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, desenvolveram uma nanovacina (vacina administrada através de partículas microscópicas) contra diferentes cancros, como o da pele, do cólon e do reto, numa experiência com ratos, revela um estudo publicado esta segunda-feira.