sicnot

Perfil

País

GNR reforça vigilância nas fronteiras, redes viária e ferroviária

A GNR decidiu reforçar a vigilância junto às fronteiras e nas redes viária e ferroviária como medida de precaução depois dos atentados de hoje de manhã em Bruxelas, disse à Lusa fonte do comando geral da guarda.

(SIC/ Arquivo)

Porém, segundo a mesma fonte, este reforço da vigilância não se traduz em mais elementos nos locais, uma vez que o grau de ameaça mantem-se inalterado, isto é, no nível moderado, mas as patrulhas da guarda têm indicações para estar mais atentos e efetuar maior fiscalização de viaturas, pessoas, e comboios.

Este reforço da vigilância da GNR é idêntico ao ocorrido aquando dos atentados em Paris, a 13 de novembro de 2015.

A GNR está igualmente a partilhar informações com outras polícias europeias, nomeadamente com a Guarda Civil Espanhola nos postos de fronteira mistos.

A cidade de Bruxelas foi hoje de manhã abalada por dois atentados, com duas explosões no aeroporto e uma no metro da capital da Bélgica, que fizeram pelo menos 26 mortos e mais de 200 feridos.

A procuradoria belga já confirmou que as três explosões foram atentados e que ainda não foram reivindicados.

O nível de alerta terrorista na Bélgica foi elevado para quatro, o máximo da escala.

Lusa

  • Oceanário de Lisboa dá formação sobre impacto da acumulação de plásticos nos oceanos
    2:37