sicnot

Perfil

País

Primeiro-ministro expressa condolências às famílias das vítimas do acidente rodoviário

O primeiro-ministro, António Costa, e o Governo expressaram hoje condolências às famílias das vítimas portuguesas do acidente rodoviário ocorrido na noite de quinta-feira em França, através de uma nota divulgada na página oficial do Governo na Internet.

Lusa

Lusa

MIGUEL A. LOPES

Na sequência da notícia deste acidente, hoje de manhã, o primeiro-ministro colocou a seguinte mensagem na conta oficial do Governo na rede social Twitter: "Em meu nome e do Governo português expresso as mais sentidas condolências às famílias dos portugueses falecidos no acidente em França".

Na página do Governo, foi divulgada também uma nota onde se lê que "o primeiro-ministro, o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas e o Governo exprimiram as suas condolências às famílias de doze portugueses falecidos num acidente de automóvel em França".

A mesma nota refere que "António Costa expressou, em seu nome pessoal e em nome do Governo, as mais sentidas condolências às famílias dos portugueses falecidos no acidente" e que "também o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, transmitiu uma mensagem de condolências às famílias que veem perecer doze familiares num momento tão especial da nossa vida coletiva, que é a Páscoa".

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.