sicnot

Perfil

País

Costa pede estabilidade e consenso para aplicar Programa Nacional de Reformas

Costa pede estabilidade e consenso para aplicar Programa Nacional de Reformas

O primeiro-ministro pede amplo consenso e estabilidade para aplicar o Programa Nacional de Reformas. O documento com seis grandes prioridades estratégicas foi apresentado hoje e vai ser entregue em Bruxelas até ao final de Abril. Este programa vai ser financiado sobretudo com fundos europeus.

  • "A precariedade é o maior inimigo da produtividade"
    1:33

    Economia

    O primeiro-ministro disse hoje que "a precariedade é o maior inimigo da produtividade" e que, por isso, mesmo, será criado um plano nacional para combater este problema. Na apresentação do Programa Nacional de Reformas, António Costa adiantou ainda que uma das prioridades do Governo é alargar o acesso das crianças de 3 anos ao ensino pré-escolar.

  • Costa apresenta hoje o Plano Nacional de Reformas

    País

    O primeiro-ministro apresenta hoje, no Centro de Congressos de Lisboa, o Programa Nacional de Reformas, que envolverá até 11 mil milhões de euros nos próximos cinco anos, com apostas na qualificação e no combate ao sobre-endividamento das empresas. Depois de apresentado e antes de ser entregue a Bruxelas, o programa vai ser discutido por partidos e pela concertação social nas próximas semanas.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.